7 eventos ao vivo

Defesa de acusados de matar cinegrafista vai recorrer ao STJ

26 fev 2014
18h56
atualizado às 19h01
  • separator
  • 0
  • comentários

A defesa de Caio Silva de Souza e Fábio Raposo, acusados de causar a morte do cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Andrade em protesto contra o aumento das passagens de ônibus, vai entrar com pedido de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ). O Tribunal de Justiça do Rio negou na terça-feira a liminar que pedia a soltura da dupla.

"O que foi indeferido foi a liminar. O habeas corpus vai ser julgado daqui a duas semanas. Mas como já há um juízo da liminar na Justiça do Rio, decidimos ir ao STJ", afirmou Wallace Martins, um dos advogados da dupla.

A prisão dos dois foi decretada pela Justiça na última quinta-feira ao aceitar denúncia do Ministério Público fluminense. Na denúncia do MP-RJ, a promotora Vera Regina de Almeida acusa ambos dos crimes de explosão e homicídio doloso triplamente qualificado, praticado por motivo torpe, com impossibilidade de defesa da vítima e com emprego de explosivo.

O cinegrafista da Rede Bandeirantes Santiago Andrade morreu no dia 10 de fevereiro depois de ser atingido na cabeça por um rojão disparado durante um protesto contra o aumento do preço da passagem do transporte público do Rio de Janeiro.

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/brasil/infograficos/jornalistas-mortos/" href="http://noticias.terra.com.br/brasil/infograficos/jornalistas-mortos/">Morte de jornalistas: Santiago Andrade, Tim Lopes, Valério Luiz de Oliveira entre outros</a>

Cinegrafista morre atingido em protesto
O cinegrafista Santiago Andrade foi atingido na cabeça por um rojão durante a cobertura de um protesto contra o aumento das passagens de ônibus no Centro do Rio de Janeiro, no dia 6 de fevereiro. Além dele, outras seis pessoas ficaram feridas na mesma manifestação.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, o cinegrafista chegou em coma ao hospital municipal Souza Aguiar. Ele sofreu afundamento do crânio, perdeu parte da orelha esquerda e passou por cirurgia no setor de neurologia. A morte encefálica foi informada pela secretaria no início da tarde de 10 de fevereiro, após ser diagnosticada pela equipe de neurocirurgia do hospital onde ele estava internado no Centro de Terapia Intensiva.

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/brasil/infograficos/jornalistas-mortos/" href="http://noticias.terra.com.br/brasil/infograficos/jornalistas-mortos/">Morte de jornalistas: Santiago Andrade, Tim Lopes, Valério Luiz de Oliveira entre outros</a>
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade