0

PGR manda investigar delatores e pode anular acordo com JBS

4 set 2017
19h30
atualizado às 19h48
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Procurador-geral da República, Rodrigo Janot
27/06/2017
REUTERS/Adriano Machado
Procurador-geral da República, Rodrigo Janot 27/06/2017 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse nesta segunda-feira que vai reavaliar o acordo de delação premiada dos executivos da J&F por indício da ocultação de crimes que classificou como "gravíssimos".

"Determinei hoje a abertura de investigação para apurar indícios de omissão de informações sobre a participação em crimes", disse Janot. "São áudios com conteúdo gravíssimo que foram obtidos pelo MPF na semana passada. A análise revelou diálogo entre dois colaboradores com referências indevidas à PGR e ao STF".

As delações da J&F, controladora da JBS serviram de base para a primeira denúncia contra o presidente Michel Temer e são parte de uma esperada segunda denúncia que deve ser apresentada nos próximos dias. Segundo Janot, a revisão do acordo não invalida as provas obtidas.

Veja também:

Polícia investiga ação do PCC nas eleições em SP
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade