4 eventos ao vivo

Com mais de mil mortes em 24h, Brasil supera 133 mil óbitos

País soma mais de 4,3 milhões de casos de Covid-19

15 set 2020
18h37
atualizado às 20h22
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgou nesta terça-feira (15) que o Brasil registrou 1.113 mortes em um período de 24 horas, elevando o número total de óbitos para 133.119.

Foto: Reuters

Com taxa de letalidade de 3,0%, o país contabiliza 4.382.263 casos da covid-19 desde o início da pandemia. Entre ontem e hoje, 36.653 pessoas foram diagnosticadas com a doença.

O índice de mortalidade da doença está em 63,3 pessoas a cada 100 mil habitantes. Já a taxa de incidência aumentou para 2.085,3 indivíduos por cada 100 mil cidadãos.

O consórcio de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL levantou, junto às secretarias estaduais de Saúde, 1.090 mortes e 34.755 casos nas últimas 24 horas. Ao todo, os veículos de imprensa registraram 133.207 mortes e 4.384.299 infecções pelo novo coronavírus.

São Paulo se mantém como o estado mais afetado pela pandemia. Ao todo, são 901.271 contaminados e 32.963 vítimas no território governado por João Doria.

No ranking de estados com mais casos e mortes também aparecem: Rio de Janeiro (244.418 casos e 17.180 vítimas), Ceará (229.072 contágios e 8.739 falecimentos), Pernambuco (137.869 infecções e 7.914 óbitos), Pará (216.318 contaminados e 6.387 mortes) e Minas Gerais (255.606 casos e 6.328 óbios).

O estado fluminense, no entanto, é o que apresenta maior taxa de letalidade, com 7%. A média móvel de casos em sete dias voltou a subir e está em 31.456, enquanto a de morte aumentou para 808.

Veja também:

Polícia investiga ação do PCC nas eleições em SP
Ansa - Brasil    Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade