0

Show reúne artistas no RJ para ajudar família de Amarildo

O sarau vai ocorrer a partir das 20h no espaço Sesc Casa da Gávea, na Praça Santos Dumont, número 116

26 ago 2013
16h35
atualizado às 16h44
  • separator
  • 0
  • comentários

Enquanto o governo do Estado do Rio de Janeiro e a Polícia Militar seguem sem dar explicações para o desaparecimento do pedreiro Amarildo de Souza, que sumiu após uma abordagem na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) na favela da Rocinha, artistas se mobilizam na próxima terça-feira para um sarau com renda revertida para a família dele. Apresentado pelo ator Paulo Betti e com a presença de Jards Macalé, Ava Rocha, Abayomy Afrobeat Orquestra e Banda Supersimples, o evento vai arrecadar alimentos não perecíveis e roupas.

<p>Manifestante segura cartaz em protesto contra o desaparecimento de Amarildo de Souza</p>
Manifestante segura cartaz em protesto contra o desaparecimento de Amarildo de Souza
Foto: Reynaldo Vasconcelos / Futura Press

O sarau vai ocorrer a partir das 20h no espaço Sesc Casa da Gávea, na Praça Santos Dumont, número 116, bairro da Gávea. Além dos artistas, o palco vai estar à disposição para que outras pessoas mostrem sua arte em até cinco de minutos de apresentação. A mulher de Amarildo, Elisabete, prestou depoimento esta manhã na sede da Delegacia De Homicídios, na Barra da Tijuca.

O delegado Rivaldo Barbosa segue tentando reconstituir os últimos momentos do pedreiro, que foi detido no dia 14 de julho por policiais da UPP e foi visto pela última vez naquela noite entrando em um carro da polícia. Na semana passada, a Justiça negou o pedido de morte presumida feita pelo família, considerando que ainda não se esgotaram as investigações sobre o caso, embora a cúpula da Secretaria de Segurança Pública trate o caso como homicídio.

Veja também:

Trump recomenda a americanos cobrir o rosto ao sair às ruas
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade