2 eventos ao vivo

São Paulo inicia vacinação de idosos entre 80 e 84 anos

Em média, os carros demoravam quase 3 horas para chegar no ponto de vacinação; idosos que se dirigiram ao posto a pé não foram imunizados

27 fev 2021
11h14
atualizado às 12h17
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Desde às 6h da manhã deste sábado, 27, uma fila quilométrica de carros ao redor da Praça Charles Miller (Estádio do Pacaembu), no primeiro dia de vacinação de idosos entre 80 e 84 anos, provocou um congestionando incomum - com reflexos que foram sentidos desde a saída do túnel da Avenida Rebouças, Cardoso de Almeida e a região do hospital das Clínicas. Em média, os carros demoravam quase 3 horas para chegar no ponto de vacinação.

Vacinação de idosos entre 80 e 84 anos contra a covid-19
Vacinação de idosos entre 80 e 84 anos contra a covid-19
Foto: Roberto Casimiro/FotoArena / Estadão Conteúdo

Alguns motoristas relataram discussões e tentativas de furar a fila entre os mais exaltados. Idosos que se dirigiram ao posto a pé não foram vacinados (o atendimento foi apenas drive thru ). "Moro perto e vim caminhando. Só agora soube que não posso ser vacinado sem carro neste posto", disse um idoso que preferiu não se identificar.

Antes de chegar em um dos novo pontos de vacinação (3 na praça e outros 6 já na entrada do estádio), os carros passavam por uma triagem, onde os idosos conformavam seus registros ou eram registrados. Alguns motoristas, já estressados pelo tempo de espera, consideraram o número de pontos de insuficientes. "Isso é judiar do idoso. Acho que deveriam ter umas 50 pessoas passando nos carros e já fazendo registro e até vacinando", reclamou.

Na maioria dos carros, a irritação pelo tempo de espera e pelo trânsito era substituído pelo otimismo. O casal Napoleone, por exemplo, não via a hora de sentir a agulha no braço. "Estou quase um ano sem sair de casa. Tudo o que quero é a vacina", disse Marceline Napoleone, 83 anos. "Essa espera vai valer a pena", contou Antônio Carlos Napoleone - os dois estão casados há 58 anos.

Na fila desde às 7h da manhã, Clementino Salopa, 82 anos, disse que já imaginava que seria assim. "Está todo mundo ansioso pela vacina" , falou. Já Rita de Cássia, que saiu de casa um pouco antes das 6h da manhã, não tirava o sorriso do rosto. "É pura alegria. Agora, estou a poucos passos da vacina", avisou.

O estádio do Pacaembu é um dos cinco pontos de vacinação drive thru na cidade. Pelo cronograma original do governo, o público dessa faixa etária receberia a primeira dose da vacina contra a doença a partir da próxima segunda-feira (1°), mas a data foi antecipada.

Quem desistiu do Pacaembu, teve mais sorte em outros endereços. Na UBS Humaitá, na Bela Vista, a vacinação era quase imediata. "Passamos quase 4 horas no Pacaembu. Já estava passando mal. Aí tive a ideia de vir aqui na UBS. Levou um minuto", contou Leandra Antunes, 82 anos.

Na UBS, embora o atendimento não fosse drive-thru, o idoso com dificuldade de locomoção era atendido no próprio carro.

Veja também:

Câmeras flagram assalto em joalheria em Guaraniaçu
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade