1 evento ao vivo

RJ: manifestantes detidos em protesto contra aumento de tarifa são soltos

11 jun 2013
09h52
atualizado às 10h10
  • separator
  • comentários

As 31 pessoas detidas - entre elas, nove adolescentes - durante a manifestação contra o aumento da tarifa do transporte público no Rio de Janeiro na noite de segunda-feira já foram liberadas pela 5ª Delegacia de Polícia (DP). De acordo com o delegado Antonio Ferreira Bonfim Filho, um dos envolvidos foi preso em flagrante por atirar uma pedra contra a motocicleta da Polícia Militar. Sávio Dias Spanner, 18 anos, foi indiciado e irá responder por crime contra o patrimônio público. Ele foi solto depois de pagar fiança no valor de R$ 678. 

Um grupo de manifestantes se reuniu em frente à 5ª Delegacia de Polícia para protestar contra a prisão de pessoas que participaram de uma manifestação contra o aumento da tarifa do transporte público no Rio de Janeiro
Um grupo de manifestantes se reuniu em frente à 5ª Delegacia de Polícia para protestar contra a prisão de pessoas que participaram de uma manifestação contra o aumento da tarifa do transporte público no Rio de Janeiro
Foto: Armando Paiva / Divulgação

Veja o quanto se paga em tarifas de ônibus nas capitais brasileiras

Os demais detidos vão responder a procedimento que irá apurar de que forma o grau de envolvimento na confusão, que deixou vidros quebrados no centro e complicou o trânsito. Agora, a polícia reúne imagens do caminho percorrido pelos manifestantes para identificar quem atirou pedras ou obstruiu vias.

Ontem, durante o tumulto, lixo foi espalhado pelo meio da rua e alguns pontos de ônibus foram destruídos. Após a detenção das 31 pessoas, manifestantes se reuniram em frente à delegacia de Mem de Sá para protestar. 

Na manhã desta segunda, o centro da cidade ainda tinha as marcas do vandalismo. As janelas da paróquia Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé estão quebradas e, as paredes, pichadas. 

 

Bloqueio de via
Manifestantes se reuniram mais uma vez na segunda-feira para protestar contra o aumento da passagem do transporte público no Rio de Janeiro. Este foi o terceiro protesto em uma semana contra o reajuste na tarifa. 

Segundo o Centro de Operações Rio, o grupo interditou incialmente a avenida Rio Branco, na altura da Cinelândia, por volta das 18h, e seguiu pela rua Araújo Porto Alegre. 

Por volta das 18h20, os manifestantes interromperam o trânsito na avenida Presidente Antônio Carlos e, meia hora depois, ocuparam a pista central da avenida Presidente Vargas, sentido praça da Bandeira, na altura da avenida Rio Branco.

De acordo com a Central, por conta do protesto, o trânsito ficou lento nos dois sentidos da avenida Presidente Vargas. Equipes da Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro (CET-Rio) e da Guarda Municipal atuaram no trecho para tentar desafogar o trânsito no local. 

Outros protestos
Na última quinta-feira, manifestantes realizaram protesto próximo à Central do Brasil. Outra manifestação ocorreu na segunda-feira da semana passada, em frente à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, também no centro da cidade.  

Com informações do JBOnline. 

 

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade