PUBLICIDADE

Procuradora de GO reclama de salário de R$ 35 mil: ‘Meu dinheiro é só para fazer as minhas vaidades’

Carla Freury criticou reajuste salarial e afirmou que tem 'dó' de quem está iniciando na carreira

1 jun 2023 - 10h25
(atualizado às 11h33)
Compartilhar
Exibir comentários
Procuradora reclama de salário de R$ 35 mil: ‘Meu dinheiro é só para fazer as minhas vaidades’:

A procuradora de Justiça, Carla Fleury de Souza, que integra a 39ª Procuradoria de Justiça do Ministério Público de Goiás, reclamou do salário que é pago para o cargo, durante uma sessão ordinária do Conselho do MP. Conforme o Portal da Transparência, a remuneração dela é de R$ 35 mil, além de auxílios e bônus.

Procuradora reclamou do salário e do reajuste salarial da categoria
Procuradora reclamou do salário e do reajuste salarial da categoria
Foto: Reprodução/Youtube

“Graças a Deus meu marido é independente, eu não mantenho a minha casa, o meu dinheiro é só para fazer as minhas vaidades. Meu dinheiro é só para os meus brincos, minhas pulseiras e meus sapatos”, declarou ela durante a transmissão da última segunda-feira, 29.

Somente no mês de abril, a remuneração de Carla foi no montante líquido --contanto todos os descontos-- de R$ 39.518,87, somando os auxílios e bônus pagos.

A questão levantada pela procuradora é a desvalorização da categoria, e a falta de reajuste salarial, que segundo ela, não seria adequado.

“Tenho dó dos promotores que estão iniciando aqui a carreira, os promotores que têm filhos na escola, que tem que pagar a escola, porque o custo de vida é muito caro”, concluiu a fala ao citar novos colegas de profissão. No último edital, lançado em outubro de 2021, a remuneração de promotor de Justiça Substituto é de R$ 28.884,20.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade