2 eventos ao vivo

PF faz operação de combate à exploração ilegal de diamantes

Operação acontece em terra indígena em Rondônia

24 set 2020
13h59
atualizado às 14h16
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira uma operação com o objetivo de desarticular uma organização criminosa dedicada à exploração e ao comércio ilegais de diamantes extraídos ilegalmente da Terra Indígena Roosevelt, em Rondônia, informou a corporação em nota.

Sede da Polícia Federal em Brasília
Sede da Polícia Federal em Brasília
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

A ação, batizada de "Operação Crassa", visa cumprir 53 mandados de busca e apreensão em sete diferentes Estados e no Distrito Federal. A Justiça também determinou sequestro de bens imóveis de envolvidos.

A apuração, segundo a nota, começou em 2018 a partir da prisão de três pessoas em posse de diversas pedras de diamante.

A partir daí, conforme a PF, as investigações identificaram o esquema criminoso que conta com a participação de garimpeiros, lideranças indígenas, financiadores do garimpo, avaliadores, comerciantes e intermediários que estabelecem a conexão entre os fornecedores e o mercado consumidor nacional e internacional.

Veja também:

Polícia investiga ação do PCC nas eleições em SP
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade