PUBLICIDADE

Homem suspeito de matar a mãe, de 71 anos, é encontrado morto no Tocantins

Guilherme Otaviani teria espancado a mãe, a advogada Lourdes Otaviani, que morreu mais de um mês depois

29 fev 2024 - 21h18
(atualizado às 22h09)
Compartilhar
Exibir comentários
Guilherme Otaviani foi encontrado morto, e há indícios de homícidio.
Guilherme Otaviani foi encontrado morto, e há indícios de homícidio.
Foto: Reprodução

Guilherme Roberto Otaviani de Grasse, de 29 anos, foi encontrado morto nesta quinta-feira, 29, em uma propriedade rural nas proximidades de Barrolândia, na região central do Estado do Tocantins. Ele era suspeito de ter matado a própria mãe, a advogada Lourdes Otaviani, de 71 anos.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública do Tocantins (SSP-TO), há indícios de que Guilherme tenha sido vítima de um homicídio. O caso está sendo investigado pela 6ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (DEIC - Paraíso do Tocantins).

Equipes da Polícia Militar, Instituto Médico Legal e perícia técnica também estiveram no local.

Mãe morreu no fim de semana

Lourdes Otaviani morreu no último fim de semana. Ela tinha sido espancada e chegou a passar quase 40 dias internada na UTI do Hospital Geral de Palmas. Segundo a Agência Tocantins, seu filho era o principal suspeito. Guilherme Otaviani chegou a ser indiciado pela Polícia Civil do Tocantins por lesão corporal grave antes da mãe morrer.

No Tribunal de Justiça do Tocantins, o nome de Guilherme aparece, além do caso da morte da mãe, em um outro processo relacionado à posse de drogas.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade