PUBLICIDADE

Homem morre após cair de prédio em SP; PM afirma que ele tentava fugir

Caso será investigado pela Polícia Civil; testemunhas contradizem versão da PM, que usou bombas de gás durante ocorrência

24 abr 2024 - 11h48
(atualizado às 12h11)
Compartilhar
Exibir comentários
Homem morre após cair de prédio no Centro de SP; imagem mostra PM usando bombas de gás em ocorrência
Homem morre após cair de prédio no Centro de SP; imagem mostra PM usando bombas de gás em ocorrência
Foto: Reprodução/Portal Santa Cecilia & Barra Funda

Um imigrante senegalês morreu após cair de um prédio onde funciona uma pensão no Centro de São Paulo, na noite desta terça-feira, 23. A Polícia Militar afirmou ao Terra que ele caiu em tentativa de fuga dos agentes. O caso ainda será investigado. 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), um homem de 32 anos foi preso por receptação por volta das 18h35, na rua Guaianases, na República. Policiais militares afirmam que faziam o patrulhamento no local e constataram que, em um prédio na região, era realizado o comércio de celulares roubados.

De acordo com os agentes, em diligências, os policiais viram um homem com diversos celulares, no 6° andar e deram ordem de parada ao suspeito, que desobedeceu, mas foi detido. Com ele, foram apreendidos 44 celulares e outros oito aparelhos eletrônicos.

Ainda segundo a PM, um segundo homem tentou fugir pulando pela marquise do prédio. O resgate foi acionado, mas ele não resistiu.

"Ainda na ocorrência, equipes policiais foram hostilizadas enquanto conduziam o indiciado. Os PMs intervieram para conter os populares, com disparos de elastômero. Um homem de 42 anos, foi atingido, medicado e liberado. O indiciado foi conduzido à delegacia e permaneceu à disposição da Justiça", afirma a SSP ao Terra

Ao jornal Folha de São Paulo, uma moradora afirmou que os PMs teriam abordado um jovem na portaria do edifício e que, após liberá-lo, teriam subido. Segundo essa testemunha, quando os policiais desceram, um deles disse: "O lixo está morto". Em um vídeo que circula nas redes sociais, outro morador afirmou que os agentes já chegaram jogando bombas e atirando.  

Além disso, uma terceira moradora da região fez um comentário em um vídeo que mostrava parte da ação da PM e afirmou que o homem que morreu não sofreu uma queda acidental e por isso houve revolta por parte das pessoas que estavam no local. "Polícia totalmente despreparada, o cheiro do gás lacrimogêneo estava indo na Avenida São João. Crianças e idosos passando mal", escreveu. 

O caso foi registrado como receptação, desobediência e morte acidental no 2° DP (Bom Retiro) e será investigado pela Polícia Civil.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade