PUBLICIDADE

Homem joga mais de 10 escorpiões em recepcionistas de unidade de saúde no interior de São Paulo

Suspeito buscou atendimento no local após ser picado pelo animal; caso é investigado pela Polícia Civil

2 abr 2024 - 18h15
(atualizado em 3/4/2024 às 12h27)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Um homem de 48 anos atirou cerca de dez escorpiões em direção às recepcionistas de uma unidade de saúde no interior de São Paulo. A ação aconteceu após o homem ser picado por um escorpião em sua propriedade rural.
Homem se irrita e joga 10 escorpiões em recepcionistas de unidade de saúde em SP:

Um homem jogou mais de dez escorpiões nas recepcionistas da unidade de saúde da cidade de Santo Antônio do Aracanguá, no interior de São Paulo, na tarde de segunda-feira, 1º. A ação foi filmada por câmeras de segurança.

O homem, de 48 anos, foi picado por um escorpião no sítio em que reside, na zona rural do município. Após o incidente, o homem juntou os animais, colocou em uma caixa e buscou atendimento na unidade de saúde.

Homem colocou escorpiões em caixa após ser picado
Homem colocou escorpiões em caixa após ser picado
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Ao chegar na recepção, uma das atendentes perguntou o que o homem estava sentindo para colocar a informação na ficha do paciente. Com isso, ele abriu a caixa com os escorpiões e os atirou na direção das profissionais. "Olha só o que estou sentindo", gritou.

Recepcionistas ficaram assustadas com a ação, mas não houve registro de feridos
Recepcionistas ficaram assustadas com a ação, mas não houve registro de feridos
Foto: Reprodução

As recepcionistas não foram picadas pelos animais, mas ficaram assustadas com a ação. Em meio ao pânico no local, a polícia foi acionada. "Foi tudo muito rápido. Ele nos procurou, disse que foi picado por escorpião e depois jogou os animais em cima delas. Ficou nervoso e disse que tinha que agilizar o atendimento", disse Eva Aparecida de Oliveira Gomes, enfermeira da unidade, ao portal g1.

Ainda segundo a publicação, o homem foi atendido e deveria ficar por seis horas no local em observação, mas ficou apenas duas horas e saiu em seguida. O caso foi registrado nesta terça-feira, 2, pela Polícia Civil.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade