4 eventos ao vivo

vc repórter: chuva deixa 60 mil clientes sem energia no RS

Distribuidoras de energia elétrica afirmaram que, em algumas áreas do estado, o fornecimento foi interrompido por segurança

14 jul 2015
16h06
  • separator
  • comentários

A chuva que atinge o Rio Grande do Sul, desde a madrugada da última segunda-feira (13), tem provocado sérios transtornos para a população. Além dos alagamentos e da queda de granizo, mais de 60 mil pontos do estado estão sem energia elétrica nesta terça-feira (14). A região metropolitana foi a mais afetada. De acordo com a meteorologia, os temporais continuam até amanhã, pelo menos.

O Rio Grande do Sul é abastecido por três distribuidoras de energia elétrica. A AES Sul informou que 30 mil clientes, em toda a área de concessão da companhia, estão sem acesso à energia elétrica. Desse total, 9 mil clientes (cerca de 27 mil pessoas) tiveram o fornecimento interrompido por segurança, devido aos alagamentos.

O fornecimento foi interrompido por segurança em áreas alagadas de Novo Hamburgo
O fornecimento foi interrompido por segurança em áreas alagadas de Novo Hamburgo
Foto: Divulgação / Prefeitura de Novo Hamburgo


Siga o vc repórter no Twitter

A Rio Grande Energia (RGE) relatou que a chuva afetou 32,4 mil clientes da distribuidora. O número era de 40 mil no início da manhã de ontem. A Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE) afirmou que, em sua área de concessão, “não há registros de interrupções significativas”, havendo apenas “casos isolados”. Durante a noite de ontem, 18 mil clientes da companhia ficaram sem acesso à energia elétrica, mas a CEEE disse que, antes das 23h, a maior parte dos casos já estava resolvido.

A AES Sul afirmou que mobilizou todo o seu contingente para solucionar o problema, mas, devido à continuidade da chuva, ainda não é possível prever quando o serviço estará concluído.

A RGE disse que todo o efetivo de equipes da concessionária está atuando desde o registro das primeiras ocorrências para restabelecer o fornecimento de energia o mais breve possível. A empresa ressaltou que priorizou o atendimento a hospitais, escolas e outros órgãos públicos, além de consumidores com UTI domiciliar.

A CEEE garantiu que a situação já está praticamente normalizada em sua área de concessão, mas destacou que os alagamentos dificultam o acesso em algumas regiões.

Em nota, a AES Sul fez alerta à população e afirmou que ninguém deve se aproximar ou tocar em quaisquer equipamentos da rede elétrica. A empresa explicou que há risco de acidente grave, já que não é possível saber se o equipamento está ou não energizado. A distribuidora destacou que também não se deve tentar religar a energia por conta própria.

Dados da agência meteorológica Climatempo apontam que a chuva forte, os raios e as rajadas de vento seguem até amanhã, pelo menos, no Sul do País. Há risco de queda de granizo e potencial para alagamentos, deslizamentos e transbordamentos de rios e córregos.

Os leitores Edison Tressoldi, de Cachoeirinha (RS), e Paula Lidiane Fernandes, de Gravataí (RS), participaram do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui ou envie pelo aplicativo WhatsApp, disponível para smartphones, para o número +55 11 97493.4521.

vc repórter

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade