PUBLICIDADE

Brasil passa das 542 mil mortes por covid-19

Foram 948 óbitos nas últimas 24h, número maior do que no sábado

18 jul 2021 18h19
| atualizado às 20h36
ver comentários
Publicidade

O Brasil registrou mais 948 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 542.214 a quantidade de vítimas da pandemia, informou o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) neste domingo (18). Os dados não incluem números do Rio Grande do Norte, que não foram transmitidos por problemas técnicos.

Normalmente, os números dos domingos e das segundas-feiras são menores do que os demais dias da semana por um maior represamento das informações, mas hoje foi diferente - tendo quase 100 óbitos a mais do que no sábado (17), quando foram registrados 868.

Brasil tem mais mortes no domingo do que no sábado, invertendo a tendência de queda nos números
Brasil tem mais mortes no domingo do que no sábado, invertendo a tendência de queda nos números
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

Os novos casos somaram 34.126, elevando para 19.376.574 as contaminações confirmadas desde o início da crise sanitária. Também nesse índice os números ficaram muito parecidos com o dia anterior, quando 34.339 contágios foram confirmados.

Com isso, as médias móveis dos últimos sete dias voltaram a subir: são 40.948 casos diários e 1.247 mortes.

O estado de São Paulo continua liderando nos números absolutos, com 3.939.632 contaminações e 134.803 falecimentos. Na sequência, nos contágios, aparecem Minas Gerais (1.903.127), Paraná (1.345.044), Rio Grande do Sul (1.271.270) e Bahia (1.173.423).

Já nos falecimentos, o segundo lugar do ranking está com o Rio de Janeiro (57.578), Minas Gerais (48.975), Paraná (33.740), Rio Grande do Sul (32.642) e Bahia (25.197).

A taxa de letalidade está em 2,8%, com o Rio de Janeiro ainda liderando com o maior índice do país (5,8%) e a taxa de mortalidade é de 258 a cada 100 mil habitantes - em número que mantém o Brasil na 9ª colocação mundial. A taxa de incidência é de 9.220,5 casos a cada 100 mil habitantes. 

Consórcio de Imprensa

Com a média de novos casos em queda há três semanas, o Brasil registrou 939 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa neste domingo, 18. O Estado do Ceará informou ter registrado nenhuma morte pela doença no último dia.

Ao todo, o País contabiliza 542.262 perdas desde o início da pandemia. Também houve registro de mais 33.696 diagnósticos de coronavírus no último, segundo o levantamento. No valor acumulado, o Brasil chegou a 19.372.820 testes positivos durante a crise sanitária.

As médias móveis de mortes e diagnósticos, cálculo que corrige distorções entre dias úteis e fim de semana, apresentam tendência de redução. Em relação a novos casos, o índice completou 21 dias seguidos de queda e está em 40.948 neste domingo - ou 17% a menos comparado a 14 dias atrás.

Já a média de mortes é de 1.245, o que corresponde a um recuo de 21% em relação há duas semanas. O patamar, no entanto, ainda é alto e se equivale aos indicadores do começo de março - período que deu início à fase mais aguda da pandemia registrada no País.

Autoridades sanitárias e cientistas alertam, ainda, para a circulação da variante Delta, cepa mais transmissível do coronavírus. Pelo menos 97 casos e cinco mortes pela variante já foram notificados, de acordo com o Ministério da Saúde. Os registros foram feitos em sete Estados: Rio, Paraná, Maranhão, São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Pernambuco.

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

Com informações do Estadão Conteúdo. 

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade