0

Após 6 meses, Toffoli libera entrevista de Lula a jornal

18 abr 2019
21h01
atualizado às 21h50
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, liberou nesta quinta-feira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a conceder entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, que havia sido proibida há mais de seis meses, antes da eleição presidencial.

02/10/2017
REUTERS/Bruno Kelly
02/10/2017 REUTERS/Bruno Kelly
Foto: Reuters

A decisão de Toffoli foi divulgada pouco depois de ter sido tornado público que o ministro do STF Alexandre de Moraes havia revogado a ordem de retirar dos sites O Antagonista e da revista Crusoé uma reportagem, publicada na sexta-feira da semana passada, que fazia uma suposta ligação do presidente da corte, Dias Toffoli, com a empreiteira Odebrecht.

A permissão da entrevista de Lula --preso há mais de um ano na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR) cumprindo pena por condenação na operação Lava Jato-- foi objeto de uma série de decisões do Supremo.

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, autorizou em duas ocasiões que o ex-presidente falasse com o jornal, mas posteriormente Fux --quando exercia interinamente a presidência do tribunal-- vedou essa autorização. Posteriormente, Toffoli confirmou a decisão de Fux.

Contudo, nesta quinta-feira, Toffoli se valeu de um argumento processual para permitir que Lula conceda a entrevista.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade