PUBLICIDADE

Brasil investe para impulsionar o turismo internacional

Embratur e Destinos Inteligentes se unem para impulsionar o turismo internacional no Brasil. Na capital carioca, foram criadas doze rotas turísticas na capital carioca específicas para os viajantes PCD (Pessoas Com Deficiência), famílias acompanhadas de crianças e o público LGBTQIAP+, além da aplicação de pesquisa voltada para turistas estrangeiros

28 fev 2024 - 18h01
Compartilhar
Exibir comentários

A turismo internacional no Brasil atingiu um marco significativo em 2023, com um volume recorde de recursos deixados por visitantes estrangeiros, totalizando US$ 6,9 bilhões, o equivalente a R$ 34,5 bilhões. Este feito colocou o país como líder na América do Sul em termos de arrecadação no setor, conforme destacado no ranking de 20 países divulgado pela agência ONU Turismo.

Foto: Divulgação Destinos Inteligentes / DINO

O resultado representa um crescimento anual de 41%, superando as projeções estabelecidas no Plano Nacional de Turismo. O plano, aprovado recentemente pelo Conselho Nacional de Turismo, tem como meta alcançar, até 2027, a marca de US$ 8,1 bilhões em receita gerada pelo turismo internacional.

Para o ministro do Turismo, Celso Sabino, os resultados alcançados refletem um momento de retomada e crescimento para o setor turístico brasileiro. "Fechamos 2023 com muitos resultados positivos. As atividades turísticas cresceram, batemos recorde no valor deixado por estrangeiros no país alcançando R$ 34,5 bilhões, criamos mais de 214 mil empregos formais. Sem dúvida, foi um ano de retomada para o setor que hoje pode comemorar as conquistas", destacou.

Atualmente, o turismo representa 7,8% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, movimentando anualmente R$ 752,3 bilhões na economia, segundo dados do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC). Este setor também desempenha um papel crucial na geração de empregos, com estimativas apontando para oito milhões de postos de trabalho no país, representando a segunda atividade que mais emprega, atrás apenas da construção civil.

Em meio a este cenário, a Embratur e a startup Destinos Inteligentes estão trabalhando na promoção e aprimoramento do turismo internacional no Rio de Janeiro. Uma das iniciativas mais recentes é a aplicação de uma pesquisa para o mapeamento do fluxo de turistas estrangeiros na cidade.

Conduzida pela Destinos Inteligentes, a pesquisa está sendo realizada inicialmente em cinco locais estratégicos: Trem do Corcovado e Paineiras, Pão de Açúcar, Parque Lage, URCA e nos aeroportos cariocas. Composta por dez perguntas de múltipla escolha, a pesquisa visa mapear dados demográficos, preferências de viagem e avaliações sobre a experiência turística na cidade.

Além disso, a parceria entre a Embratur e a Destinos Inteligentes resultou na criação de novas rotas turísticas na capital carioca, voltadas para públicos específicos: viajantes PCD, acompanhados de crianças e o público LGBTQIAP+. Essas rotas estão disponíveis no aplicativo Destinos Inteligentes - o Guia Turístico Digital do Rio de Janeiro, proporcionando uma experiência mais inclusiva e diversificada aos visitantes.

Edivaldo Reis, gerente de Inovação da Embratur, enfatiza o potencial das soluções desenvolvidas no âmbito do programa de aceleração EmbraturLAB. "As ações vão desde pesquisas para identificação dos fluxos dos turistas estrangeiros no Rio de Janeiro até apresentação de roteiros nichados e passeios gratuitos guiados a fim de verificar a adesão dos turistas à visitação de locais específicos", explicou.

Além das iniciativas mencionadas, outro marco da parceria estratégica entre a Destinos Inteligentes e a Embratur resultou na informatização do CAÊ - Cadastro Automático de Experiências. Trata-se de uma ferramenta que permite cadastrar a oferta turística brasileira, sua localização, diversos atributos, categorizando-a através de critérios objetivos para desenvolver políticas públicas mais assertivas para a promoção e qualificação do turismo nacional.

O presidente da Embratur, Marcelo Freixo, ressalta o impacto das iniciativas de inovação no setor turístico. "O desafio da inovação no turismo é estruturante para nossos objetivos de colocar o Brasil entre os destinos mais competitivos do mundo. Uma das dificuldades que temos é melhorar a experiência do turista, facilitar a vida de quem nos visita, minimizando as dificuldades com informações e acesso a serviços, por exemplo", afirmou.

As iniciativas de pesquisa e desenvolvimento de rotas turísticas demonstram o compromisso do Brasil em aprimorar a experiência dos turistas internacionais, promovendo a diversidade e a inclusão no setor turístico. Com uma abordagem inovadora e colaborativa, o país está preparado para atrair um número ainda maior de visitantes estrangeiros nos próximos anos.

Para Rodrigo Raineri, CEO da Destinos Inteligentes, as conquistas representam um avanço significativo para o setor turístico brasileiro. "Essas conquistas representam o reconhecimento do nosso trabalho e potencial, impulsionando nosso crescimento e impacto no setor turístico nacional e internacional. Juntos, vamos revolucionar o turismo brasileiro", concluiu.

Aplicativo Apple Store e Google Play - http://www.destinosinteligentes.tur.br/app.html

Plataforma de Gestão Inteligente do Turismo: comercial@destinosinteligentes.tur.br 

Fontes: Agência Brasil, Ministério do Turismo, Embratur, Destinos Inteligentes

Website: https://www.linkedin.com/company/destinosinteligentes

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade