PUBLICIDADE

Após morte de PM, gabinete da SSP é transferido para litoral paulista

Operações da Secretaria Estadual de Segurança Pública serão realizadas temporariamente em Santos, de acordo com comunicado O post Após morte de PM, gabinete da SSP é transferido para litoral paulista apareceu primeiro em AlmaPreta.

8 fev 2024 - 12h28
(atualizado às 12h32)
Compartilhar
Exibir comentários
Policiais militares enfileirados durante protesto, em SP.
Policiais militares enfileirados durante protesto, em SP.
Foto: Alma Preta

O secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Guilherme Derrite, anunciou a ampliação do efetivo de policiais no patrulhamento da Baixada Santista, a partir desta quinta-feira (8).

Derrite divulgou a junção de batalhões especiais ao corpo de policiais da já presente Operação Verão, deflagrada no litoral paulista.

"A partir desta quinta-feira, policiais do Batalhão de Ações Especiais, da região do ABC Paulista, de Guarulhos e da Região Metropolitana da capital se juntarão ao efetivo já empregado na Operação Verão. A tropa contará com o auxílio da Rota e do Centro de Operações Especiais (COE)", diz nota da Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP).

A Polícia Civil também foi escalada para apoiar as investigações com os agentes do Grupo Especial de Reação (GER), Denarc e outros departamentos.

"Todas as informações de inteligência serão centralizadas para que os policiais possam atuar em campo com um grau de estrutura definido por prioridades", afirmou o secretário.

O governo de São Paulo também anunciou a transferência temporária do gabinete institucional da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) para a cidade de Santos.

O anúncio da SSP ocorreu depois que um policial foi morto e outro foi baleado na última quarta-feira (7), em Santos. Segundo o secretário, o policial baleado está hospitalizado.

Morte de Policiais

O cabo José Silveira foi o terceiro agente morto na Baixada Santista desde janeiro, quando começou a operação Escudo, após a morte do policial Marcelo Augusto da Silva, em Cubatão.

Na última sexta-feira (2), o soldado da Rota Samuel Cosmo também morreu após ser baleado durante patrulhamento em Santos.

A morte dos policiais desencadeou uma nova fase da Operação Escudo, iniciada em 26 de janeiro e ainda em andamento na região. No último fim de semana (4), as ações policiais mataram ao menos seis pessoas na Baixada Santista.

O post Após morte de PM, gabinete da SSP é transferido para litoral paulista apareceu primeiro em AlmaPreta.

Alma Preta
Compartilhar
Publicidade
Publicidade