PUBLICIDADE

A corrida contra o tempo para achar submarino desaparecido

19 jun 2023 - 19h55
(atualizado em 20/6/2023 às 18h52)
Compartilhar
Exibir comentários

Submersível que levava turistas para explorar destroços do Titanic desapareceu com cinco a bordo no domingo. Guarda Costeira dos EUA estima que reservas de oxigênio do submarino devem durar no máximo 96 horas.Um pequeno submarino utilizado para levar turistas para observar os restos do transatlântico RMS Titanic desapareceu com cinco pessoas a bordo, informou nesta segunda-feira (19/05) a Guarda Costeira dos Estados Unidos, que está realizando uma operação de busca e resgate com o auxílio do Canadá.

O submarino Titan, que despareceu no domingo
O submarino Titan, que despareceu no domingo
Foto: DW / Deutsche Welle

"Estamos procurando por ele", disse à agência AFP um membro do Centro de Coordenação de Resgate da força costeira de Boston. O contato com o submersível foi perdido cerca de uma hora e 45 minutos após a embarcação submergir, no domingo de manhã, acrescentou a guarda costeira dos EUA, que estima que o submarino tenha uma reserva entre 70 e 96 horas de oxigênio de emergência.

Um dos membros da expedição que explorava o Titanic seria o empresário e aviador britânico Hamish Harding. No domingo, ele publicou em sua conta do Instagram que estava "orgulhoso de finalmente anunciar" que participaria da expedição "para a Missão RMS Titanic como especialista de missão no submarino".

Outra pessoa que se acredita estar a bordo é Paul Henry Nargeolet, ex-comandante da marinha francesa e piloto de submersível. Nargeolet liderou várias expedições ao local do Titanic e supervisionou a recuperação de 5.000 artefatos dos destroços.

A OceanGate Expeditions, dona do submarino, chamado Titan, disse em um breve comunicado nesta segunda-feira que está "mobilizando todas as opções" para resgatar as pessoas a bordo da embarcação.

"Somos profundamente gratos pela extensa assistência que recebemos de várias agências governamentais e empresas de exploração marinha em nossos esforços para restabelecer o contato com o submarino", disse a OceanGate em comunicado.

A companhia estava atualmente realizando sua quinta "missão" ao Titanic em 2023, de acordo com seu site. A expedição, que custa 250.000 dólares por pessoa (R$ 1,2 milhão), parte de St. John's, Newfoundland, no Canadá, antes de seguir até o local do naufrágio, de acordo com o site da OceanGate.

Para visitar os destroços, os passageiros entram no Titan, um submersível de 10 toneladas para cinco pessoas que leva cerca de duas horas para chegar até os destroços do Titanic.

O RMS Titanic saiu do porto inglês de Southampton em 10 de abril de 1912 para sua viagem inaugural rumo a Nova York, mas afundou após colidir com um iceberg cinco dias depois. Dos 2.224 passageiros e tripulantes, morreram quase 1.500.

Os restos do transatlântico foram descobertos em 1985 a 650 quilômetros da costa canadense, a cerca de 3.800 metros de profundidade, em águas internacionais do oceano Atlântico. Desde então, a área é visitada por caçadores de tesouros e turistas.

jps/rk (Reuters, AFP, ots)

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade