PUBLICIDADE

Treinador de vôlei é condenado a 60 anos de prisão por estuprar atletas adolescentes

Profissional também pegou pena por servir bebida alcoólica a menores e induzir uso indevido de droga. Crimes aconteceram em Santa Catarina

25 jun 2024 - 11h21
(atualizado às 17h02)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Lance!

André Testa, treinador de vôlei acusado de crimes sexuais contra jogadores adolescentes, foi condenado a 60 anos de prisão em regime fechado. A decisão foi informada na noite de segunda-feira (24) pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), que fez a denúncia contra ele.

Os estupros aconteceram quando o profissional era o técnico em São José, na Grande Florianópolis, em um projeto social coordenado por uma entidade esportiva sem fins lucrativos. As investigações contra o réu começaram em 2022 e ele pode recorrer em liberdade.

De acordo com a denúncia do MPSC, ele usava a confiança e admiração dos atletas, além dos sonhos deles de se tornarem profissionais, para praticar os abusos sexuais. André Testa foi condenado por outros crimes além dos estupros:

  • quatro condenações por estupro de vulnerável
  • uma por estupro
  • uma por contrangimento ilegal
  • fornecer, servir, ministrar e entregar bebida alcoólica para criança ou adolescente
  • submeter criança ou adolescente sob sua autoridade a vexame ou a constrangimento
  • induzir, instigar ou auxiliar alguém ao uso indevido de droga
Lance!
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade