PUBLICIDADE

Sentença de Daniel Alves pode sair dentro de um mês, diz imprensa espanhola

O Ministério Público pediu a condenação do jogador brasileiro a nove anos de prisão

7 fev 2024 - 19h18
(atualizado às 23h25)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
O julgamento do jogador Daniel Alves acusado de estupro por uma jovem de 23 anos terminou nesta quarta-feira, 7, e o tribunal pediu vista para analisar os pedidos feitos pela defesa e pelo Ministério Público. Não há previsão para que a sentença seja pronunciada.
Julgamento de Daniel Alves
Julgamento de Daniel Alves
Foto: Getty Images

Terminou, nesta quarta-feira, 7, o julgamento do jogador Daniel Alves, acusado de estupro por uma jovem de 23 anos. Agora, o tribunal pediu vista para analisar os pedidos feitos pela defesa do lateral e pelo Ministério Público. A sentença pode sair dentro de um mês, mas ainda não há um prazo definido, segundo o jornal espanhol El Periodico.

O Ministério Público pediu que Daniel Alves seja condenado a 9 anos de prisão. Além disso, o órgão espanhol pede o pagamento de 150 mil euros à vítima como indenização pelo crime de natureza sexual.

Por outro lado, a defesa do brasileiro pediu a liberdade provisória enquanto ainda não houver uma definição sobre o caso. O tribunal não responderá sobre esse pedido ainda nesta quarta, e pode, também, demorar dias para definir a questão.

A defesa sugere que sejam adotadas medidas como retirada de passaportes e comparecimentos semanais à Justiça, como uma opção para estabelecer a liberdade provisória. O Ministério Público, porém, defende que a prisão preventiva deve ser mantida.

O promotor considera que há risco de fuga por parte de Daniel Alves, e cita que ele ainda tem um "patrimônio líquido muito elevado". Além disso, ressalta que o Brasil não tem acordo de extradição com a Espanha, caso ele volte para seu país natal.

O julgamento aconteceu em três dias: a vítima foi ouvida, ainda sem se identificar à imprensa e a portas fechadas; o jogador prestou depoimento nesta quarta e chorou ao falar sobre a perda de contratos depois da denúncia. Confira um resumo completo aqui.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade