PUBLICIDADE

Polícia usará reconhecimento facial no Carnaval do Rio de Janeiro

Capital Fluminense também terá aumento no corpo de policiais durante a folia O post Polícia usará reconhecimento facial no Carnaval do Rio de Janeiro apareceu primeiro em AlmaPreta.

6 fev 2024 - 12h31
Compartilhar
Exibir comentários
Frota de viaturas da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ).
Frota de viaturas da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ).
Foto: Alma Preta

A Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) usará o monitoramento com reconhecimento facial na orla e no sambódromo, durante os dias de carnaval. Trens e metrôs também serão monitorados com a tecnologia, segundo o anúncio do governador Cláudio Castro nesta terça-feira (6).

As imagens coletadas serão transmitidas em tempo real para o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). O plano de patrulhamento do estado contará com um corpo policial de 12.100 agentes alocados para os dias de folia.

O governador também anunciou pontos de interceptação e revista com detectores de metais, patrulhamento com drones, e um posto avançado na Marquês de Sapucaí. Seis torres de observação serão instaladas na Avenida Presidente Vargas.

A ferramenta de reconhecimento facial, no entanto, já foi alvo de mobilizações pelo banimento do uso. Órgãos da sociedade civil alegam que o seu uso é um fator de risco devido a possíveis falhas no sistema. A preocupação é que sua utilização intensifique o racismo institucional presente no país. 

A discussão já foi pautada em audiência pública em 2022, no Recife (PE), onde foi destacado a possibilidade da contribuição do dispositivo para o encarceramento em massa de pessoas negras. A ocasião teve a presença de vereadores como Ivan Moraes (PSOL-PE), Cida Pedrosa (PCdoB-PE), Liana Cirne (PT-PE) e Dani Portela (PSOL-PE).

O post Polícia usará reconhecimento facial no Carnaval do Rio de Janeiro apareceu primeiro em AlmaPreta.

Alma Preta
Compartilhar
Publicidade
Publicidade