PUBLICIDADE

Papa cita "hipocrisia" daqueles que criticam bênçãos a casais LGBT

As bênçãos LGBT foram autorizadas no mês passado, mas encontraram resistência significativa na Igreja Católica

7 fev 2024 - 10h19
(atualizado às 10h25)
Compartilhar
Exibir comentários
Papa Francisco cita "hipocrisia" daqueles que criticam bênçãos a casais LGBT
Papa Francisco cita "hipocrisia" daqueles que criticam bênçãos a casais LGBT
Foto: REUTERS

O papa Francisco disse que vê "hipocrisia" nas críticas à sua decisão de permitir que os padres abençoem casais do mesmo sexo, possivelmente sua defesa mais contundente da medida.

As bênçãos LGBT foram autorizadas no mês passado por um documento do Vaticano chamado Fiducia Supplicans (Confiança Suplicante), mas a decisão encontrou resistência significativa na Igreja Católica, especialmente por parte dos bispos africanos.

"Ninguém se escandaliza se eu der minhas bênçãos a um empresário que talvez explore pessoas, e isso é um pecado muito grave. Mas eles se escandalizam se eu as dou a um homossexual", disse Francisco à revista católica italiana Credere.

"Isso é hipocrisia", acrescentou.

A Credere divulgou trechos da entrevista na quarta-feira, um dia antes de sua publicação.

Francisco, que disse a famosa frase "Quem sou eu para julgar?" quando questionado sobre a homossexualidade no início de seu papado, tornou uma de suas missões promover uma Igreja Católica mais acolhedora e menos crítica.

Os conservadores dizem que isso corre o risco de minar os ensinamentos morais da Igreja.

Francisco defendeu a Fiducia Supplicans em várias ocasiões, mas reconheceu a resistência contra ela, dizendo, por exemplo, que as bênçãos não equivalem à aprovação formal da Igreja para uniões entre pessoas do mesmo sexo.

"Quando um casal se apresenta espontaneamente para solicitá-la, não se abençoa a união, mas simplesmente as pessoas que juntas a solicitaram. Não a união, mas as pessoas", disse ele em 26 de janeiro.

A Igreja Católica ensina que o sexo gay é pecaminoso, e que as pessoas com atração pelo mesmo sexo, que não são consideradas pecaminosas, devem tentar ser castas.

Em outra entrevista publicada na semana passada, Francisco disse que esperava que os críticos das bênçãos LGBT acabassem por entendê-las, mas que os africanos eram um "caso especial" em sua oposição à homossexualidade.

Os bispos da África rejeitaram efetivamente a Fiducia Supplicans. Em alguns países africanos, a homossexualidade é severamente punida, com sentenças de prisão ou até mesmo a pena de morte.

Quais são as proibições da Igreja Católica às mulheres? Quais são as proibições da Igreja Católica às mulheres?

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade