PUBLICIDADE

Mulher filmada em momento íntimo diz que estava 'desorientada'; polícia investiga estupro

Em suas redes sociais, ela pediu desculpas e afirmou que estava sob o efeito de medicação controlada

8 fev 2023 - 11h55
(atualizado em 9/2/2023 às 08h02)
Compartilhar
Exibir comentários

A mulher filmada em momento íntimo com dois homens no espigão da Praia de Iracema, ponto turístico de Fortaleza, se pronunciou nas redes sociais após a exposição das imagens. Em um pedido de desculpas, ela também afirmou que estava sob o uso de remédio no momento do ato, e que a medicação a deixou "desorientada". A Polícia Civil afirmou ao Terra que após a alegação dela passou a investigar o caso como estupro de vulnerável

O ato sexual foi visto por pessoas que passavam pelo local. Uma das testemunhas gravou o momento e o vídeo viralizou nas redes sociais. Nas postagens feitas pela mulher, divulgadas pelo Balanço Geral do Ceará, ela pede desculpas pela situação e explica que na noite de domingo, 5, saiu cedo para ir a um evento de pré-carnaval. "Bebi bastante e usei um outro tipo de droga que nunca tinha usado (Rivotril)", afirmou. 

Segundo a mulher, ela ficou desorientada pelo uso do remédio e "perdeu a noção" do que estava fazendo. "Me lembro de poucas coisas, pois quase virei a noite bebendo, fiquei bastante desorientada. Só sei chorar e minha mãe também, pois nunca pensei chegar nesse nível e eu espero do fundo do meu coração que vocês me perdoem. De verdade. Essa menina do vídeo não sou eu, é a droga exagerada. Nunca mais aceito drogas sem conhecer elas. Isso serve de aprendizado a qualquer pessoa", acrescentou ela.

Mulher relatou que estava desorientada no momento do ato sexual
Mulher relatou que estava desorientada no momento do ato sexual
Foto: Reprodução/Balanço Geral Ceará

No seu relato sobre o ocorrido, ela também afirmou que não lembra de quase nada daquela madrugada. "Creio que estava real fora de si. Quem me conhece sabe que não sou dessas coisas. Apareceram esses dois caras e me chamaram, eu nem lembro, na verdade, como chegamos nessa ponte, só sei que eu não tenho essas lembranças. Podem falar que é loucura e é! Acho isso muito vergonhoso, por isso neguei até antão. Venho pedir mil perdões a todos os ofendidos", escreveu.

Em seguida, ela afirmou que está passando por momentos muito difíceis após o ocorrido e por toda a exposição. "Tô passando pelo pior momento da minha vida. Chegaram a mim querendo me levar numa favela para me punir por isso, mas acho que os mesmos sentiram meu choro de arrependimento e vergonha, pois eu não estava em mim e me deram uma oportunidade", acrescentou. 

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS-CE) informou ao Terra que apura uma denúncia de estupro de vulnerável, que teria acontecido, na madrugada da última segunda-feira (6), em um trecho da Praia de Iracema - Área Integrada de Segurança 1 (AIS 1) de Fortaleza.

"As imagens do ato circulam em redes sociais. Oitivas estão em andamento conduzidas por equipes da Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza (DDM), que será responsável por conduzir a investigação. A vítima, que fez um relato nas redes sociais sobre o assunto, ainda será acompanhada pelo Grupo de Apoio às Vítimas de Violência (Gavv) do Comando de Prevenção e Apoio às Comunidades (Copac) da Polícia Militar do Ceará (PMCE)", informou a corporação.

Conforme estabelece o artigo Art. 217-A do Código Penal, também se compreende como estupro de vulnerável, conjunção carnal ou ato libidinoso com uma pessoa sem o necessário discernimento para a prática do ato, ou que, por qualquer outra causa, não pode oferecer resistência.

A SSPDS-CE ressalta que o artigo 218-C do Código Penal estabelece que oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar esse tipo de conteúdo, sem o consentimento dos envolvidos, é crime. A pena prevista é de um a cinco anos de prisão.

"Mais informações serão repassadas em momento oportuno para não comprometer os trabalhos policiais em andamento", acrescentou a polícia.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade