PUBLICIDADE

Ministros da Cultura do Mercosul assinam declaração contra o racismo

Margareth Menezes participa de encontro de agentes culturais em Belém

9 nov 2023 - 17h18
Compartilhar
Exibir comentários
A declaração conjunta dos países considera que a desigualdade racial é um problema estrutural a ser enfrentado em toda a região
A declaração conjunta dos países considera que a desigualdade racial é um problema estrutural a ser enfrentado em toda a região
Foto: Paulo Pinto/Agência Brasil

Os ministros da Cultura dos países do Mercosul assinaram nesta quinta-feira (9) uma declaração conjunta reafirmando o compromisso conjunto do bloco para a promoção da igualdade étnico-racial e combate ao racismo na região.

A proposta, construída pela ministra Margareth Menezes, em exercício da presidência Pro Tempore do Mercosul Cultural, foi apresentada em encontro com os ministros da Cultura do Mercosul, em Belém (PA).

Diferenças entre preconceito, racismo e discriminação Diferenças entre preconceito, racismo e discriminação

A declaração conjunta dos países considera que a desigualdade racial é um problema estrutural a ser enfrentado em toda a região, que incide tanto nas desigualdades econômicas como na influência das dinâmicas sociais, culturais e políticas, além de reconhecer a contribuição dos povos indígenas e afrodescendentes na formação social e na identidade cultural dos países do Mercosul.

A proposta também define a criação da campanha Mercosul sem racismo e o desenvolvimento de políticas culturais específicas para povos indígenas e povos de comunidades tradicionais para o combate às desigualdades e ao racismo.

A ministra Margareth Menezes reforçou que agora é hora dos países aprofundarem campanhas contra o racismo. “Pela cultura, nós podemos sensibilizar, podemos aprofundar mais, especialmente como ferramenta de combate a essas discriminações, misoginia, racismo, e lutar pelos direitos também das mulheres, das pessoas que mais precisam. A cultura é uma ferramenta potente para isso”, afirmou.

Os países se comprometeram a fortalecer a cooperação para assegurar o pleno exercício dos direitos econômicos, sociais, culturais, civis e políticos das pessoas discriminadas. Além de adotar ações afirmativas com perspectiva de gênero como ferramenta de combate as desigualdades raciais e promoção da democracia.

Reunião

O Mercosul Cultural reúne os estados membros Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela - mesmo com sua adesão suspensa desde 2017 -, além do Chile, Colômbia, Equador e Peru, estados associados. A Bolívia, que está em processo de adesão ao bloco, também participa como associado.

Durante a reunião nesta quinta-feira, o Brasil passou a presidência do bloco de ministros da cultura para o Paraguai.

MICBR

A ministra da Cultura, Margareth Menezes, participa da terceira edição do Mercado das Indústrias Criativas do Brasil (MICBR), que ocorre até domingo (12). O evento reúne mais de 500 empreendedores culturais em rodadas de negócios, atividades formativas, debates e apresentações.

* O repórter viajou para o MICBR a convite do Ministério da Cultura

Edição: Fernando Fraga

Injúria racial x Racismo: Lei não existe apenas para punir, ela também educa:
Agência Brasil Agência Brasil
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade