PUBLICIDADE

Ludmilla se pronuncia após ser acusada de intolerância religiosa no Coachella

A cantora sofreu ataques depois de exibir imagens no show com a frase "Só Jesus expulsa o Tranca Rua das pessoas"

22 abr 2024 - 09h06
(atualizado às 09h49)
Compartilhar
Exibir comentários
"Hoje tiraram do contexto uma das imagens do vídeo do telão do show em 'Rainha da Favela'", disse Ludmilla
"Hoje tiraram do contexto uma das imagens do vídeo do telão do show em 'Rainha da Favela'", disse Ludmilla
Foto: Reprodução: X/Coachella / Pipoca Moderna

Ludmilla se pronunciou nesta segunda-feira (22) após ser acusada de intolerância religiosa durante seu show de domingo (21) no Coachella, nos Estados Unidos. A cantora exibiu algumas imagens na performance que mostravam a frase "Só Jesus expulsa o Tranca Rua das pessoas", algo que gerou forte repercussão entre seus fãs. Segundo internautas, a cantora associou religiões de matriz africana a algo ruim.

No X (antigo Twitter), Ludmilla compartilhou o vídeo na íntegra, afirmou que a cena foi tirada de contexto e ainda justificou que a proposta era mostrar a realidade da favela em que foi criada. "Quando eu disse que vocês teriam que se esforçar pra falar mal de mim, eu não achei que iriam tão longe", ela escreveu.

5 famosos que sofreram intolerância religiosa 5 famosos que sofreram intolerância religiosa

"Hoje tiraram do contexto uma das imagens do vídeo do telão do show em 'Rainha da Favela', que traz diversos registros de espaços e realidades a qual eu cresci e vivi por muitos anos, querendo reescrever o significado dele, e me colocando em uma posição que é completamente contrária à minha. 'Rainha da Favela' apresenta a minha favela, uma favela real, nua e crua, onde cresci, mas infelizmente se vive muitas mazelas: genocídio preto, violência policial, miséria, intolerância religiosa e tantas outras vivências de uma gente que supera obstáculos, que vive em adversidades, mas que não desiste."

A cantora também declarou que a apresentação começa com uma "mensagem muito explícita, que não deixa dúvidas" sobre suas intenções. "Na sequência, eu apresento a realidade sobre a qual esse discurso precisa prevalecer! Sobre uma favela sem filtros, sem gourmetizações, sem representações caricatas, uma denúncia sobre o real. Estou aqui pelo que é real, e não essa versão vitrine importada para gringo achar que esse é um espaço que se reduz a funk, bunda e cerveja!", ela seguiu.

Já o encerramento do show de Ludmilla também teve outra mensagem a ser transmitida para seus fãs."Termino meu show com o céu tomado de pipas douradas, que representam a esperança que eu quero plantar no coração de todos que lidam com essa realidade! Esse vídeo foi feito por uma fotógrafa/videomaker negra e periférica, para que tivesse um olhar de dentro para fora!", afirmou a artista.

"Não me coloquem nesse lugar. Vocês sabem quem eu sou e de onde eu vim. Não tentem limitar para onde eu vou. Respeito todas as pessoas como elas são, e independente de qualquer fé, raça, gênero, sexualidade ou qualquer particularidade de que façam elas únicas", concluiu Ludmilla, pedindo o fim das críticas.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Publicidade