PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

Aquático: Justiça libera inauguração de transporte hidroviário na Represa Billings

Serviço, que já foi adiado três vezes, deve beneficiar mais de 380 mil pessoas que moram nos bairros do Grajaú, Pedreira e Cocaia

15 abr 2024 - 16h34
(atualizado às 19h28)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
A operação do Aquático SP, primeiro sistema de transporte coletivo público por embarcações realizado na cidade de São Paulo, foi liberada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). O serviço deve beneficiar 380 mil pessoas da região.
Serviço, que foi adiado três vezes, deve beneficiar mais de 380 mil pessoas que moram nos bairros do Grajaú, Pedreira e Cocaia
Serviço, que foi adiado três vezes, deve beneficiar mais de 380 mil pessoas que moram nos bairros do Grajaú, Pedreira e Cocaia
Foto: Divulgação

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) liberou no domingo, 14, a inauguração do transporte público por barcos na Represa Billings, na Zona Sul de São Paulo. O serviço, que já foi adiado três vezes, deve beneficiar mais de 380 mil pessoas que moram na região, como os bairros Grajaú, Pedreira e Cocaia. 

O 'Aquatico SP' estava programado para começar a funcionar em setembro do ano passado, quando foi adiado pela primeira vez. A última previsão de inauguração foi em 28 de março, após ser barrado pela Justiça dias antes. Segundo um pedido do Ministério Público (MP-SP), o serviço, operado pela empresa Transwolff, não tinha os "devidos estudos de impacto ambiental". A SPTrans e a Prefeitura de São Paulo recorreram da decisão.

Na liberação feita neste domingo, o desembargador Nogueira Diefenthaler derrubou a liminar e afirmou que não vislumbrou impactos ambientais "representativos" que justificassem a emissão de licenciamento ambiental (fls. 151/155).

"Considerando, ademais, que o projeto piloto é restrito ao transporte público hidroviário na represa Billings", diz a decisão.

Para o magistrado, o funcionamento do transporte não causará impactos nocivos à represa responsável pelo abastecimento da capital paulista com água potável, decidindo favoravelmente à SPTrans e a Prefeitura de São Paulo. De acordo com a gestão, que assumiu a operação, serão adotadas as devidas medidas para início do serviço assistido do novo sistema de transporte. Não há data definida para a operação começar a funcionar.

Aquático SP

O 'Aquático-SP' será o primeiro transporte coletivo público por embarcações na cidade. O trajeto será realizado entre os parques Cantinho do Céu, na região do Grajaú, e Mar Paulista (Pedreira). 

O tempo estimado de travessia pelo serviço será de 17 minutos. Atualmente, os moradores da região levam cerca de 1h20 para realizar o mesmo percurso. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade