PUBLICIDADE

Salvou da depressão, juntou casal: Fãs contam como Free Fire mudou suas vidas

No aniversário de 6 anos de Free Fire, criadores de conteúdo compartilham suas histórias pessoais com o game de celular

27 jul 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Criadora de conteúdo de Free Fire, Thais Rodrigues encontrou o companheiro no jogo
Criadora de conteúdo de Free Fire, Thais Rodrigues encontrou o companheiro no jogo
Foto: Instagram/bravaff / Reprodução

Após passar por um acidente que o deixou tetraplégico, Jonathan Ojevan acabou entrando em um processo depressivo, do qual não conseguia ver saída. Em conversa com o Game On, o criador de conteúdo revelou que foi quando o game Free Fire mudou sua vida.

Conhecido pela comunidade como ojeevaan, Jonathan explica que estava em depressão profunda quando começou a jogar. "Então esse jogo me salvou. Ele me levou para lugares que eu nunca achei que iria, me fez conhecer pessoas que eu achei que eu nunca iria conhecer também. E hoje em dia sou influenciador da Garena e vivo de Free Fire."

Free Fire comemora seis anos de existência em julho de 2023
Free Fire comemora seis anos de existência em julho de 2023
Foto: Garena / Divulgação

Comemorando seis anos do lançamento, o popular battle royale Free Fire reuniu criadores de conteúdo, jogadores e fãs em uma festa com direito à bolo de aniversário, realizada no sábado (22), em São Paulo.

No local, o Game On conversou com vários criadores de conteúdo que tiveram a vida marcada pelo game para celular que há anos é moda no Brasil. O jogo uniu casais, profissionalizou pessoas e até tirou  influenciadores da depressão - como aconteceu com ojeevaan.

Aceitação e inclusão

Inicialmente, um jogo de tiro pode deixar vários pais com a pulga atrás da orelha. Mas para Camila Ojevan, mãe do influencer, ao ver o que o Free Fire estava fazendo pelo seu filho, ficou fácil aceitar e abraçar o battle royale da Garena.

"Não é só um jogo, é uma comunidade que acolhe todo tipo de pessoa. E no caso do meu filho tirou ele de uma depressão que ele tinha entrado depois do que aconteceu com ele. Ele ficou paraplégico tem quatro anos e o Free Fire ajudou quando eu não sabia mais o que tentar fazer. 'Vamos no shopping? Não quero. Vamos não sei onde? Não quero'. E ele jogando começou a ter público e são pessoas que não olham e não ligam se ele está numa cadeira de rodas ou não."

Free Fire casamenteiro

Thais "brava" Rodrigues começou como uma expectadora das lives de Free Fire de Douglas "dougz" Soares quatro anos atrás, sem imaginar onde aquilo iria dar. A paixão dos dois pelo jogo deu muito certo também no sentido profissional, já que ambos são influenciadores do game e conseguem viver da produção de conteúdo de Free Fire.

Mas foi assistindo as streams de dougz que Thais também encontrou um parceiro para a vida: "Só acompanhava as lives, só que passei a achar ele muito legal, muito bonito... Aí eu tomei atitude, curti uma foto dele e chamei ele pra conversar e falei assim 'Nossa moço, você podia me ensinar a fazer live, porque não sei como que faz e eu amo Free Fire, ai a gente pode jogar junto'. Aí ele falou que não podia me ajudar não!"

Mas calma! A resposta de dougz foi uma tentativa meio errada de flerte - mas que deu certo! Brava gostou da brincadeira e definiu o caso como "amor ao primeiro bullying". E entre as partidas, o casal criou um ritmo próprio, mesmo que à distância - até a pandemia de Covid-19 começar.

"A gente começou a jogar junto todo dia. Ele fazia live, eu jogava com ele, não existia mais um sem o outro sabe? E aí veio a pandemia. Na verdade eu fui visitar ele, cancelaram os aviões da volta e eu já fiquei por lá e a gente mora junto até hoje."

Dougz ainda destaca o poder que um jogo que roda em qualquer smartphone tem para conectar pessoas a milhares de quilômetros de distância. Ele começou a jogar como um hobby, percebeu que poderia fazer daquilo uma profissão e terminou encontrando a namorada através do game.

"É muito clichê, mas realmente muda a nossa vida mesmo, porque eu comecei a jogar só no telefonezinho ali como hobby. Ai eu comecei a conhecer pessoas de vários estados", explicou, apontando sorrindo para a namorada. "Essa conexão é muito legal também. Começou como hobby, comecei a transmitir o jogo, pensei que isso poderia virar minha profissão e ele mudou a minha vida."

Gratuito para jogar, Free Fire está disponível para Android e iOS.

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade