PUBLICIDADE

Gamescom é a continuidade do BIG Festival, diz organizador do evento

Como fica o festival indie com a chegada do maior evento de games do mundo ao Brasil? Confira entrevista

4 dez 2023 - 10h08
(atualizado às 10h44)
Compartilhar
Exibir comentários
Gustavo Steinberg anunciou a gamescom latam na CCXP 2023
Gustavo Steinberg anunciou a gamescom latam na CCXP 2023
Foto: Omelete / Raphaella Batista

Na semana passada, foi anunciado um novo evento de jogos para o calendário brasileiro, com a realização da gamescom latam (assim mesmo, em minúsculas) em junho de 2024, em São Paulo. Maior feira de jogos do mundo, a gamescom nasceu na Alemanha e conta também com uma edição em Singapura.

Quer conhecer outros jogadores, saber das últimas novidades dos games e ter acesso a brindes e campeonatos? Participe do nosso Discord!

Porém, a feira vai acontecer no lugar do BIG Festival, evento de jogos independentes que já vinha mudando de conotação nos últimos anos, indo de um festival para produtores indies brasileiros para uma feira com foco tanto nas produções mais artísticas quanto nos grandes lançamentos internacionais, com a particiçação de marcas como Nintendo, PlayStation e Xbox, entre outras. A feira foi de "Brazil Independent Games Festival" para "Best International Games Festival", um nome que, vamos combinar, não fazia muito sentido.

Assim, com o anúncio da gamescom latam, a primeira pergunta que surgiu foi: o BIG Festival acabou de vez? Se depender de Gustavo Steinberg, CEO do festival e da nova feira, o BIG continuará existindo. "Não tem porque jogar fora uma marca e uma construção de anos", disse Steinberg em entrevista ao Game On.

"O BIG continua igual, acontecendo dentro da gamescom latam. As inscrições já estão abertas, o evento continua como antes, selecionando os melhores jogos do mundo, brasileiros e latino-americanos", apontou Steinberg, garantindo que os jogos independentes terão seu espaço de exposição, tanto na feira quanto online, assim como a cerimônia de premiação, mas divulgado junto com a gamescom. "É um upgrade. O Panorama Brasil continua também, a área indie, tudo".

Para Steinberg, a união com a gamescom é benéfica até mesmo para a feira internacional, que chega ao Brasil com toda a bagagem do BIG Festival. "É a decima segunda ediçao do BIG, é a continuidade do trabalho, em uma fase nova, mas que não nasce do zero como a gamescom asia", explicou. "A gente nasce a partir do BIG e continua essa trajetória. Tanto que fizemos esse negócio porque fazia sentido, não estamos mudando de caminho, vamos consolidade ainda mais a industria local e regional e ampliar o espaço B2C".

"É um evento pra industria e ter publico é bom. O BIG era assim e a gamescom sempre foi assim", pontuou o executivo. "Temos diferenças em relação ao formato, mas temos muito mais semelhanças do que diferenças".

Steinberg também revelou que a organização já está projetando uma cerimônia de abertura nos moldes dos grandes eventos internacionais do setor. "Vai ter uma Opening Night Live brasileira, estamos preparando uma coisa legal", contou o executivo, sem revelar quem será o 'Geoff Keighley' brasileiro.

Planos para 2024 e além

A primeira edição da gamescom latam acontecerá no São Paulo Expo, em São Paulo, mesmo local onde aconteceram os dois últimos BIG Festival e onde é realizada todos os anos a CCXP. Porém, assim como o BIG, a gamescom não vai ocupar todos os pavilhões, mesmo sendo maior do que o festival de 2022 e 23.

"Vai aumentar mas vamos fazer um crescimento sustentado, do tamanho que a industria sustenta", disse Steinberg. "Queremos dezenas de milhares de fãs, mas o foco é crescer de forma sustentavel. Não vamos virar Colônia [cidade onde acontece a gamescom original, na Alemanha] de um dia para o outro".

Para o ano seguinte, o executivo já tem outros planos: "Em 2025 vamos mudar para o Anhembi, em uma data mais cedo no ano", disse, revelando uma mudança de localização, mas ainda em São Paulo, e de data. A gamescom latam acontecerá entre 26 e 30 de junho em 2024, pouco depois da Summer Game Fest, principal evento de jogos do meio do ano.

A proximidade com a Summer Game Fest, porém, é bem vinda e o objetivo de Steinberg é firmar a gamescom latam como o principal evento de jogos do primeiro semestre, evitando assim o confronto direto com a Brasil Game Show, que acontece sempre no mês de outubro. "Não me considero um concorrente da BGS, eles tem o foco deles, o nosso é colado na industria. São eventos em semestres diferentes, com proposta diferentes".

Com a venda dos ingressos prevista para começar em fevereiro, agora a gamescom latam corre atrás de atrações: "Esperamos o máximo de novidades que a gente conseguir trazer para a gamescom latam. Mas as proprias publishers não sabem quando vão ser os lançamentos, mas esperamos sim ampliar a presença de publishers, novidades e anuncios no evento".

Steinberg também explicou que a feira será realizada em São Paulo e não será rotativa. "O foco é São Paulo, há uma questão financeira e de planejamento de todos os envolvidos", disse. Mas mesmo assim, cada vez mais, o evento será um palco para a produção de jogos de toda a região, não só do Brasil.

"Temos dado visibilidade para a produção de jogos da Argentina, Chile, Uruguai, da América Latina como um todo. Continuaremos sendo um hub da região. Temos uma presença crescente e esperamos que isso continue, foi uma das condições: não é a gamescom SP, Brasil, é a região inteira", apontou Steinberg, que garantiu: "O foco [do evento] rigorosamente é videogame. A nossa e da gamescom é game e conteúdo de games". 

Isso não impede que marcas não endêmicas participem do evento, se aproximando deste público consumidor e Steinberg sabe bem da importância delas para o ecossistema. "Do ponto de vista das marcas não endemicas, podemos esperar experiencias diferentes, como a Coca-Cola League of Legends no BIG, ou o palco do Banco do Brasil, com os devs interagindo com o público", mas reforça: "Vamos sempre puxar para o universo dos games".

A gamescom latam acontece entre 26 e 30 de junho de 2024, no São Paulo Expo, em São Paulo (SP).

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Publicidade