PUBLICIDADE

Saiba tudo sobre Cowboy Bebop

Série live-action baseada no cultuado anime estreia na Netflix nesta sexta-feira (19)

18 nov 2021 10h31
ver comentários
Publicidade
Foto: Divulgação

Lançado originalmente em 1998, Cowboy Bebop é um daqueles raros casos em que o anime veio antes do mangá, produzido e dirigido por Shinichiro Watanabe (de outros animes como Macross Plus, Samurai Champloo) e que vai ganhar uma série versão live-action com estreia para 19 de novembro na plataforma Netflix.

A série animada se tornou bastante popular e é cultuada em todo o mundo até hoje, mesmo com apenas uma temporada de 26 episódios. A história é ambientada no ano de 2071 e mostra um grupo de caçadores de recompensas em sua nave espacial chamada Bebop, que voam sem rumo pelo universo em busca de cabeças a prêmio.

Além do visual estiloso, da trilha sonora focada no gênero jazz e do tema de ficção científica, o anime aborda questões mais complexas e profundas como o existencialismo, a solidão, a degradação ambiental, as emoções dos personagens e o comportamento humano de maneira geral, o que garantiu à série o título de obra-prima da animação japonesa.

Para te deixar preparado para a série live-action, Game On destrinchou tudo o que você precisa saber sobre Cowboy Bebop, então vem com a gente que essa nave já vai decolar para o espaço!

Concepção

Foto: Divulgação

Para criar Cowboy Bebop, uma das principais inspirações para Shinichiro Watanabe foi Lupin III, uma série clássica de anime da década de 1960, e que gira em torno do neto de um famoso ladrão e seus parceiros de crime, que são perseguidos por um incansável inspetor.

Segundo revelou em entrevistas, a primeira coisa que Watanabe fez foi criar os personagens. "A primeira imagem que me ocorreu foi uma de Spike, e a partir daí tentei construir uma história em torno dele, tentando torná-lo legal", contou durante o evento Otakon Convention em 2013.

A ambientação e seu nível de sofisticação abriu asas para a criação de adultos em um ambiente criminoso, descrito por seu criador como "80% história séria e 20% toque humorístico", sendo que os episódios cômicos eram os mais difícieis para a equipe escrever, e foram cuidadosamente planejados.

O final polêmico da série foi concebido por Watanabe já no início do projeto, o que não agradou a alguns membros da equipe, pois trabalhar na continuação da série seria difícil. Watanabe afirma que escolheu esse final porque não queria que a série se tornasse como Star Trek, com ele sendo amarrado a fazê-la por anos.

Desde a sua criação, o sonho de Watanabe era produzir uma série que seria memorável até três décadas depois, algo que nem todos em sua equipe acreditaram, mas parece que ele conseguiu alcançar o seu objetivo.

Ambientação

Foto: Divulgação

No ano de 2021, a explosão de um portão experimental, dispositivo que permite viagens no hiperespaço, destrói parte da Lua, causando um desastre na superfície da Terra e exterminando grande parte da população. Os sobreviventes então abandonam o planeta para colonizar novos sistemas habitáveis, sendo os principais lugares Marte, Vênus e as luas de Júpiter.

Em 2071, período em que se passa o anime, a humanidade já consegue explorar todo o sistema solar, graças aos portões de hiperespaço, com Marte se tornando o planeta central para o desenvolvimento humano, mas que também gera o surgimento do crime organizado espacial.

Foto: Divulgação

Para ajudar a capturar os criminosos, a Inter Solar System Police (ISSP), a polícia do sistema solar, criou um sistema de recompensas semelhante ao do Velho Oeste, e assim esses novos caçadores de recompensa são conhecidos como "Cowboys do espaço".

Diferente de outros animes, Cowboy Bebop não é centrado no Japão ou nos orientais (apesar de uma grande influência chinesa estar presente), apresentando uma grande variedade de grupos étnicos e multiculturalismo da sociedade contemporânea, que são habilmente combinados com elementos futuristas.

Trilha Sonora

A trilha sonora de Cowboy Bebop tem grande destaque durante os episódios e merece uma parte só para ela na matéria. Ela foi composta por Yoko Kanno, famosa compositora japonesa que já fez vários trabalhos para animes, filmes, séries live-action e videogames, como Macross Plus, Escaflowne, Cardcaptor Sakura, Ghost int he Shell, entre outros.

Para criar a trilha sonora do anime, ela formou uma banda focada principalmente no jazz (mas também tocando outros gêneros) chamada Seatbelts, e que até hoje se apresenta esporadicamente em shows.

Sem dúvida a música mais famosa é Tank!, a música de abertura da série, que você confere no vídeo acima.

Quem é quem em Cowboy Bebop

Spike Spiegel

Foto: Divulgação

Spike é um ex-membro da Red Dragon, uma poderosa organização criminosa, com base em um arranha-céu em Marte, com atuação em todo o sistema solar e liderada por um grupo de anciões. Com um passado marcado com atividades violentas, Spike é um mestre nas artes marciais (fã de Bruce Lee), além de ser um piloto habilidoso e um perito com armas de fogo.

Um de seus olhos é artificial e ele geralmente está vestido com um terno azul, gravata preta justa, com uma camisa amarela e botas, visual inspirado em Lupin III. Ele é caçado pela Red Dragon por ter deixado a organização e tem um passado conturbado com os ex-parceiros Vicious e Julia (confirmados na série live-action da Netflix).

Jet Black

Foto: Divulgação

O mais velho do grupo, Jet é um ex-policial de Ganimedes (uma lua de Júpiter) da ISSP, até que um dia perde seu braço (substituído por um membro cibernético) em uma investigação que deu errado quando seu parceiro corrupto o traiu, o que o levou a deixar a ISSP e se tornar um caçador de recompensas.

Diferente de Spike que é mais preguiçoso, Jet trabalha muito e é pau pra toda obra e é um homem culto, um piloto e mecânico habilidoso, e gosta de cozinhar e de ouvir jazz/blues - inclusive deu à sua nave, que serve de lar e base para todos, o nome de Bebop, que se refere a um tipo de jazz.

Faye Valentine

Foto: Divulgação

Spike e Jet atuavam sozinhos como caçadores de recompensa até que um dia encontram a misteriosa e sexy Faye Valentine e a capturam para receber uma recompensa. Mas, após uma série de reviravoltas e ajudar os dois homens na captura de outros bandidos, ela se convida para fazer parte da tripulação da Bebop para uma futura caça de recompensas.

Ela é uma mulher oportunista, sarcástica e presunçosa, cheia de hábitos ruins como bebida, jogos de azar e cigarros. Ela também é habilidosa com armas e uma excelente piloto, e apesar de ter uma aparência na casa dos 20 anos, ela na verdade possui quase 80, já que permaneceu em um sono criogênico por mais de 50 anos.

Ed (Edward)

Foto: Divulgação

Ed é uma adolescente muito estranha, uma hacker extremamente inteligente (mas ao mesmo tempo infantil) e meio andrógina, com seus colegas não sabendo ao certo se ela é menina ou menino (é menina). Ed soube pela Bebop na internet e decidiu que queria ser parte da sua tripulação, que estava no encalço de um misterioso hacker culpado de vandalizar a superfície da Terra ao adulterar um satélite.

Após receber a ajuda de Ed, Spike, Jet e Faye tentam ir embora sem ela, mas Ed consegue forçar a sua entrada na Bebop e se torna a nova membro da espaçonave.

Ein

Foto: Divulgação

E eis que chegamos ao último, mas não menos importante, tripulante da Bebop que é o Ein, um cachorrinho da raça Welsh Corgi Pembroke. Ele foi levado à bordo da Bebop por Spike, após uma tentativa fracassada de capturar uma recompensa.

Ein passou por um procedimento que deixou seu cérebro mais aprimorado, fazendo dele um cachorro muito inteligente e por vezes com uma consciência mais elevada do que acontece ao seu redor do que os seus companheiros humanos. No anime ele chega a atender o telefone, dirigir um carro, joga games e geralmente executa tarefas que um canino normal não seria capaz de realizar.

Conheça os mangás

Foto: Divulgação

Duas versões de mangás de Cowboy Bebop foram lançadas em 1998, ambas baseadas na série de anime, mas trazendo histórias inéditas. O primeiro mangá se chama Cowboy Bebop: Shooting Star, e conta com dois volumes do autor Cain Kuga. Já o segundo mangá se chama apenas Cowboy Bebop e contou com três volumes, e chegou a ser lançado no Brasil pela editora JBC.

O mangá Cowboy Bebop é de autoria de Yutaka Nanten e conta aventuras alternativas de Spike, Jet, Faye, Ed e Ein à borbo da nave Bebop, sempre em busca de dinheiro e se metendo em muitas encrencas e aventuras.

Jogue os games

Foto: Divulgação

Cowboy Bebop contou com dois games lançados apenas no Japão pela Bandai, sendo o primeiro em 1998 para PlayStation, em que o jogador controla a nave Swordfish II de Spike de uma perspectiva em terceira pessoa, em um estilo parecido com o de Star Fox da Nintendo.

Já o segundo game se chama Cowboy Bebop: Serenade of Reminiscence e foi lançado em 2005 para PlayStation 2, e segue o gênero de ação e beat 'em up 3D (imagem acima), apresentando uma história original dentro do universo do anime, e tem como personagens jogáveis Spike, Faye e Jet.

Assista ao filme

Com a exibição de todos os 26 episódios da série em 1998, os fãs clamavam (alguns ainda clamam) por uma sequência, que infelizmente nunca foi feita, mas para atender aos pedidos, Shinichiro Watanabe aceitou fazer um longa-metragem animado que serviria como uma extensão da série - e não uma continuação.

Assim Cowboy Bebop: O Filme foi lançado nos cinemas em 2001, trazendo a mesma equipe da série original, e com uma história que se passa entre os episódios 22 e 23. A trama é centrada em um misterioso terrorista que planeja destruir a população em Marte usando um patógeno desconhecido, com a tripulação da Bebop trabalhando para encontrar o criminoso.

Onde Assistir a Série Animada

A série animada de Cowboy Bebop está disponível nas plataformas de streaming Netflix, Crunchyroll e Funimation. Todos eles estão disponíveis no Brasil.

E a adaptação Live Action?

Em 2009 um filme live-action de Cowboy Bebop foi cogitado pela 20th Century Fox, com o ator Keanu Reeves no papel de Spike, e com a colaboração de Shinichiro Watanabe e Keiko Nobumoto, roteirista da série, como produtores. Infelizmente o projeto não deslanchou e foi cancelado, até que em 2018 a Netflix confirmou a produção de uma série live-action.

Foram escalados para os papéis principais: John Cho (Star Trek) como Spike, Mustafa Shakir (Luke Cage) como Jet e Daniella Pineda (Jurassic World: Reino Ameaçado) como Faye, representando o trio principal. O cachorro Ein pode ser visto em algumas cenas do trailer (vídeo acima), mas a atriz que vai viver Ed ainda não foi revelada (mas sua presença já foi confirmada pela produção da série).

A série ainda conta com a participação de Shinichiro Watanabe como consultor da série, e trilha sonora assinada por Yoko Kanno e sua banda Seatbelts.

Foto: Divulgação

Confira a sinopse oficial:

"Cowboy Bebop é um faroeste futurista cheio de ação sobre três caçadores de recompensas peculiares e mortais, conhecidos como “cowboys”. O trio é formado por Spike Spiegel (John Cho), Jet Black (Mustafa Shakir) e Faye Valentine (Daniella Pineda). Eles percorrem a galáxia atrás dos criminosos mais perigosos do universo, contanto que sejam bem pagos por isso! Os três se envolvem em altas brigas e confusões até o passado surpreendê-los".

Baseada na aclamada série de anime, Cowboy Bebop conta com a produção executiva de grandes nomes, como André Nemec (showrunner); Jeff Pinkner, Josh Appelbaum e Scott Rosenberg (Midnight Radio); Marty Adelstein e Becky Clements (Tomorrow Studios); Makoto Asanuma, Shin Sasaki e Masayuki Ozaki (Sunrise Inc.), além de Tim Coddington, Tetsu Fujimura, Michael Katleman, Matthew Weinberg e Christopher Yost. O diretor do anime original, Shinichirō Watanabe, atua como consultor da série, e a compositora Yoko Kanno também participa desta adaptação para live-action. O elenco traz Alex Hassell e Elena Satine.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade