PUBLICIDADE

Veja 5 animes imperdíveis na Netflix

Cinco sugestões para você maratonar e viciar no gênero!

13 ago 2021 11h40
| atualizado em 9/9/2021 às 15h11
ver comentários
Publicidade
Foto: Divulgação

Desde que surgiu, a Netflix mudou o jeito de se assistir TV e hoje é a maior plataforma de streaming do mercado, oferecendo centenas de horas de programação para os seus assinantes.

Inicialmente o conteúdo tinha como preferência filmes e séries, mas hoje esse catálogo já está bem mais vasto e variado, e entre as opções temos as belíssimas animações japonesas, mais conhecidas como animes.

GameON Noob: Animes baseados em games:

De clássicos até produções originais, a plataforma oferece muitas opções para você começar a maratonar e conhecer (ou revisitar) esse universo maravilho. Por isso, para te ajudar a escolher, o Game On selecionou cinco séries de animes imperdíveis que estão disponíveis na Netflix. Confira! 

Os Cavaleiros do Zodíaco

Vamos começar a lista com um clássico que o Brasil ama: Os Cavaleiros do Zodíaco. Se você é mais novo e não pegou a febre que começou na década de 1990 com a extinta Rede Manchete, a revista Herói e os bonecos (action figures) clássicos dos personagens (os cavaleiros de ouro eram os mais desejados e os mais caros), então faça um favor a si mesmo e comece a assistir na Netflix. Recomendamos que você comece a maratona pela série clásssica (1986), que possui 6 temporadas, abrangendo as fases Santuário, Asgard e Poseidon. Depois disso você pode pode passar para CDZ: Saga de Hades (2002) que possui 3 temporadas - Santuário, Inferno e Elíseos. A essa altura você já deverá estar devidamente viciado e com sede de mais episódios, então poderá assistir ao CDZ: The Lost Canvas (2009), anime baseado no mangá que por sua vez ocorre décadas antes da série original e com novos protagonistas.

O anime é muito bom, mas infelizmente foi cancelado e contou apenas com uma temporada com 26 episódios (até hoje os fãs pedem pela continuação), então para saber o que acontece você tem que continuar lendo pelo mangá (disponível em português). E por fim, a Netflix ainda oferece um remake (atualmente com 12 episódios) da série clássica de sua própria produção e feita com computação gráfica, que traz várias mudanças para atingir um novo público. Fica o aviso que os fãs em geral detestaram esse remake, mas é bom você assistir para formar a sua própria opinião.

Demon Slayer

Demon Slayer recentemente ganhou as manchetes devido à ginasta mexicana Alexa Moreno, que fez coreografias ao som do anime - veja mais detalhes aqui. O mangá é relativamente recente, sendo criado em 2016 por Koyoharu Gotouge, ganhando uma adaptação em anime em 2019. Ambas as obras se tornaram um grande sucesso e que cresce cada vez mais aqui no Brasil. A Netflix disponibiliza a primeira, e até agora única, temporada com 26 episódios, que é ambientada no Japão no início do século XX e mostra a história de Tanjiro Kamado, um jovem gentil que um dia descobre que sua família foi assassinada por demônios. Ele então decide se tornar um caçador de demônios para vingar a sua família e para ajudar a sua irmã, única sobrevivente do ataque e que está se transformando em um demônio também.

O anime se destaca pelas belas animações e pelos personagens carismáticos, já o roteiro segue o manual básico dos animes do estilo: jovem improvável em uma jornada cheia de superação para se tornar um herói, que conhece companheiros e vai aprimorando suas habilidades. Apesar dos clichês, tudo é bem dirigido e executado e provavelmente vai ganhar a sua atenção. Após a primeira temporada, o anime ganhou uma sequência com o longa-metragem Demon Slayer: Mugen Train (2020), que ainda não está no catálogo da Netflix.

Death Note

Com o mangá escrito por Tsugumi Ohba e ilustrado por Takeshi Obata em 2003, Death Note se tornou uma das obras mais populares de todos os tempos, ganhando adaptação em anime (2006), o que ajudou a impulsionar seu sucesso ainda mais. A Netflix disponibiliza todos os 37 episódios do anime, que mostra a história de Light Yagami, um estudante do ensino médio que encontra um caderno sobrenatural chamado Death Note, no qual pode matar pessoas se os nomes forem escritos nele.

O anime conta com uma narrativa intrigante e tensa, com dialógos inteligentes e um pouco de humor negro, elementos que conquistaram milhões de fãs ao redor do mundo. Depois de assistir o anime, você pode conferir o filme live-action de produção norte-americana da Netflix, lançada em 2017 e que adapta a história do anime (com algumas alterações, logicamente). Também está disponível no catálogo da plataforma três longa-metragens japoneses, que vão te entreter por um bom tempo.

Fullmetal Alchemist

Fullmetal Alchemist é outra obra muito venerada pelos fãs de animes, que surgiu como mangá em 2001 ganhando sua primeira adaptação animada em 2003 (com 51 episódios), com a história ambientada em um mundo alternativo após a Revolução Industrial Europeia. Neste mundo, a alquimia é uma das técnicas mais avançadas utilizadas pelo homem, arte dominada pelos irmãos Edward e Alphonse Elric, que buscam pela pedra filosofal para restaurar os seus corpos. Essa primeira adaptação foi feita enquanto o mangá ainda era publicado, gerando algumas mudanças bem radicais entre as duas obras.

Os fãs choraram e reclamaram, e assim em 2009 uma nova série foi criada, contando a mesma história, porém de forma mais fiel ao mangá, que ficou conhecida como Fullmetal Alchemist: Brotherhood. Vale a pena ver as duas séries? Definitivamente sim, vale a pena pois apesar de algumas semelhanças, as narrativas vão tomar rumos bem diferentes, sendo que a segunda tem 64 episódios e é considerada pelos fãs mais completa e coesa. Se depois dessa maratona toda você ainda quiser mais conteúdo, pode conferir o filme live-action japonês de 2017, também disponível na plataforma de streaming.

Neon Genesis Evangelion

E se começamos essa lista com um clássico, vamos terminar com outro. Neon Genesis Evangelion é considerado um dos melhores animes de todos os tempos, concebido pela mente de Hideaki Anno em 1994, mas que foi ao ar apenas no ano seguinte. Ao mesmo tempo um mangá foi concebido por Yoshiyuki Sadamoto e que começou a ser publicado um pouco antes do anime, que chegou ao fim em março de 1996 com 26 episódios. A publicação do mangá foi bem mais conturbada, uma longa novela de atrasos e adiamentos do autor e que chegou ao final apenas em 2014.

Mas voltando ao anime, ele se passa 15 anos após um cataclisma mundial conhecido como Segundo Impacto e gira em torno de Shinji Ikari, um adolescente que é recrutado por uma organização para pilotar um robô gigante chamado Evangelion, para combater os seres  destruidores conhecidos como Anjos. A medida que a história vai avançando, a narrativa se torna mais complexa e sombria, se aprofundando nas experiências e emoções dos personagens e do comportamento humano em geral.

Vale citar que o anime gerou polêmica com a exibição dos dois últimos episódios, causando uma grande revolta nos fãs. Assim, em 1997, Hideaki Anno decidiu lançar um longa-metragem chamado The End of Evangelion, mostrando um novo final do anime (que também não agradou 100%, mas é melhor do que o final original) e que também está disponível na Netflix. Além deles, você também encontra Neon Genesis Evangelion: Death & Rebirth (lançado na Netflix com o nome de Evangelion: Death(True)²), que é um longa reeditado do anime original até o episódio 24, com algumas cenas extras. A série ainda conta com um remake chamado Rebuild of Evangelion, divididos em quatro longas, sendo que o primeiro foi lançado em 2007 e o último chegou apenas agora em 2021 (pois é!), um trabalho que tem sido bastante elogiado, mas que infelizmente não está disponível na Netflix. E depois desse resumo todo, vai lá se divertir com uma das maiores obras-primas da animação!

Menções honrosas:

Era para ser uma lista com apenas cinco animes, e é claro que muita coisa boa ficou de fora, mas eu não poderia deixar de citar esses dois títulos: Sword Art Online e Hi Score Girl, ambos disponíveis na Netflix com temáticas de videogame e altamente recomendados! Sword Art Online conta a história de jovens que ficam presos dentro de um jogo de realidade virtual no estilo MMORPG, enquanto Hi Score Girl mostra a vida de três jovens gamers que acompanham a evolução dos videogames e fliperamas durante a década de 1990 - imperdível!

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade