2 eventos ao vivo

Brasil sofre, mas obtém virada e derrota México no Mundial de vôlei no Japão

Com 25 pontos, Tandara foi a principal pontuadora da partida; seleção brasileira está em quarto na chave

8 out 2018
09h38
  • separator
  • 0
  • comentários

A seleção brasileira feminina de vôlei precisou suar bastante para derrotar o México, nesta segunda-feira, em Nagoya, pelo Mundial da modalidade, que está sendo disputado no Japão. Em duelo válido pelo Grupo E, o time do técnico José Roberto Guimarães venceu por 3 sets a 1 , com parciais de 23/25, 25/23, 25/13 e 25/19, em 1h55min de jogo.

O destaque foi a oposta Tandara, com 25 pontos, seguida pelas ponteiras Gabi, com 15 e Drussyla, 14. Do lado mexicano, as maiores pontuadoras foram Rangel, com 23, e Quintero 17. O ataque brasileiro foi responsável por 62 pontos, enquanto o bloqueio colaborou com 11. As mexicanas erraram 25 vezes, enquanto as brasileiras cometeram 19 erros.

Atletas da seleção feminina de vôlei comemoram ponto em vitória no Mundial de 2018
Atletas da seleção feminina de vôlei comemoram ponto em vitória no Mundial de 2018
Foto: Twitter Oficial / CBV / Estadão

O Brasil entrou em quadra nesta madrugada escalada com Dani Lins, Tandara, Gabi, Natália, Bia e Adenízia, além da líbero Suelen. No decorrer do jogo entraram Roberta, Drussyla e Thaísa.

Zé Roberto exaltou a vitória como uma reação à derrota sofrida para a Alemanha na rodada passada. "O começo foi reflexo da partida contra a Alemanha. Com o time querendo muito, mas sem tranquilidade para executar os movimentos. O equilíbrio faltou no começo da partida, mas com a entrada da Drussyla tudo se acalmou e a equipe se ajustou durante o confronto. O México tem jogadoras interessantes com três saques viagens que nos incomodaram e um ataque forte arriscando tudo. Foi um bom jogo porque nosso time teve que correr atrás do resultado o tempo inteiro", disse o treinador.

Uma das melhores em quadra, Drussyla falou do equilíbrio da competição. "Acredito que a nossa atitude foi muito importante. Revertemos uma situação difícil no início da partida para conseguirmos a vitória. Nenhum jogo nesse Mundial será fácil. Sei do meu papel no grupo e estou realizando o sonho de jogar essa competição. Espero ajudar o Brasil da melhorar maneira possível."

Apesar da vitória, o Brasil continua na quarta colocação da chave, com 16 pontos, pois o Japão bateu Porto Rico, por 3 a 0, e manteve a terceira colocação. A Sérvia, com sete vitórias por 3 sets a 0, soma 21 pontos em primeiro lugar, seguida pela Holanda, que acumula 20 pontos.

Uma vitória sobre a Holanda é fundamental para o time brasileiro seguir no Mundial. Zé Roberto sabe disso. "A Holanda é um time que ganhou jogos importantes contra a Alemanha e o Japão. Elas têm jogado bem e o ponto de força tem sido a Sloetjes (oposta) que tem apresentado um voleibol de altíssimo nível, assim como a Anne (ponteira) que ajuda muito o time e a Belien (central) que vem bem. É uma equipe que está coesa e tem apresentado um bom voleibol."

O Mundial terá a terça-feira de folga. O Brasil volta à quadra na quarta-feira, à 1h25 (horário de Brasília), quando o adversário será a Holanda, em disputa direta por uma vaga na terceira fase. As três primeiras equipes cada grupo se classificam para a terceira fase.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade