0

Soares vence Djokovic nas duplas em estreia no Torneio de Tóquio

Ao lado do croata Mate Pavic, o brasileiro derrubou o número 1 do mundo, que jogou com seu compatriota Filip Krajinovic

30 set 2019
10h08
  • separator
  • 0
  • comentários

O tenista brasileiro Bruno Soares derrotou o sérvio Novak Djokovic em sua estreia na chave de duplas do Torneio de Tóquio. Nesta segunda-feira, Soares e o croata Mate Pavic derrubaram o número 1 do mundo de simples e seu compatriota Filip Krajinovic por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 4/6 e 10/4, na rodada de abertura da competição japonesa, de nível ATP 500.

Na segunda rodada, que já equivale às quartas de final, Soares e Pavic vão enfrentar o britânico Dominic Inglot e o norte-americano Austin Krajicek. A dupla avançou na chave japonesa ao superar o romeno Horia Tecau e o holandês Jean-Julein Rojer por 6/1 e 6/3.

Soares e Pavic formam a dupla cabeça de chave número quatro da competição. Na semifinal, se confirmarem o favoritismo na próxima rodada, eles poderão enfrentar os franceses Nicolas Mahut e Edouard Roger-Vasselin, parceria cabeça de chave número dois. Soares foi campeão em Tóquio em 2012, quando atuava ao lado do austríaco Alexander Peya.

A partida desta segunda marcou o retorno de Djokovic às quadras, após a eliminação nas oitavas de final do US Open, diante do suíço Stan Wawrinka. Na ocasião, o líder do ranking abandonou a partida alegando dores no ombro esquerdo. Em seguida, fez mistério sobre a gravidade da lesão e chegou a virar dúvida para a gira asiática, iniciada na semana passada.

"Uma das razões para jogar as duplas é que eu queria ver como estava o meu ombro durante o jogo. Obviamente, jogar duplas é bem diferente de jogar em simples, mas mesmo assim é uma partida oficial. Você fica nervoso e precisa batalhar em quadra", disse o sérvio, após a derrota.

O número 1 do mundo manteve o mistério sobre os detalhes de sua lesão. "Houve muitos saques e devoluções, bolas mais lentas e mais rápidas, mas parece que o meu ombro está bem. Espero que continue assim para a partida de simples", comentou o sérvio, empolgado por jogar na cidade que receberá os Jogos Olímpicos de 2020.

"Quero vencer os Jogos Olímpicos no ano que vem. E queria sentir um pouco do clima da quadra e das condições. Mas o torneio será disputado mais cedo em comparação a este momento do ano, com clima mais quente e umidade mais alta. Espero chegar mais cedo para me preparar bem", declarou Djokovic.

O sérvio vai estrear na chave de simples na terça-feira, contra o australiano Alexei Popyrin, atual 94º do mundo. Se confirmar o favoritismo, o favorito vai encarar o convidado local Go Soeda, 133º do ranking, que superou o alemão Jan-Lennard Struff por 4/6, 7/6 (7/4) e 6/3, na estreia.

Em outros jogos da rodada, o croata Marin Cilic e o francês Lucas Pouille confirmaram a condição de favoritos. Pouille, quinto cabeça de chave, superou o polonês Hubert Hurkacz por 6/4 e 6/3. Enfrentará agora o local Yoshihito Nishioka, algoz do português João Sousa por 7/5 e 6/3.

Cilic, sexto pré-classificado, bateu o local Yuichi Sugita por duplo 6/4. Seu próximo adversário será o sul-coreano Hyeon Chung, que avançou ao superar o italiano Lorenzo Sonego por 3/6, 6/3 e 6/4.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade