0

Nadal projeta sequência da carreira e não fala em aposentadoria

11 jun 2018
10h12
  • separator
  • comentários

No último domingo, Rafael Nadal conquistou o seu 11° título de Roland Garros ao bater o austríaco Dominic Thiem com parciais de 6/4, 6/3 e 6/2. Logo após a conquista, o jogador de 32 anos já começou a ser questionado a respeito da sequência de sua trajetória, uma vez que mesmo que não tenha uma idade tão avançada, está mais perto da aposentadoria do que do início da carreira.

Sobre o assunto, o espanhol preferiu celebrar a possibilidade de seguir no topo do tênis mundial independente da idade, e evitou prever uma data para a aposentadoria.

"Você não pode lutar contra a idade. O relógio continua. Se alguém me dissesse há há sete ou oito anos que eu estaria hoje segurando este troféu, eu diria que isso é quase impossível. O tênis é uma parte importante da minha vida, mas adoro fazer muitas outras coisas. Continuarei jogando enquanto meu corpo aguentar", declarou.

O jogador, que é conhecido pela exímia competência no saibro, agora tem pela frente o ATP 500 de Queens, a partir do dia 18 de junho, e o Torneio de Wimbledon, a partir do dia 2 de julho, ambas competições de grama.

"Eu tive uma temporada longa e difícil no saibro. Agora, tenho que descansar por alguns dias e então vou decidir com minha equipe o que vamos fazer na temporada de grama…No ano passado, senti que joguei muito bem em Wimbledon. Perdi aquele jogo contra um adversário muito difícil na grama como Gilles Muller, mas consegui fazer grandes jogos contra adversários difíceis", disse.

Além disso, Rafael Nadal, mesmo já tendo vencido onze vezes o Grand Slam francês, revelou ter se emocionado muito com a ovação no público durante a premiação.

"Foi um momento muito especial naquele minuto ou dois com torcida me apoiando. O que eu senti naquele momento é difícil de descrever. Foi muito emocionante para mim", completou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade