PUBLICIDADE

Federer vence revelação e vai à final do Aberto da Austrália

26 jan 2018 08h42
| atualizado às 09h11
ver comentários
Publicidade

A grande surpresa do aberto da Austrália, o sul-coreano Hyeon Chung, que eliminou Novac Djokovic do torneio entrou em quadra na manhã desta sexta-feira para enfrentar Roger Federer. Depois de um show no primeiro set e com o segundo um pouco mais equilibrado, mas com o suíço quebrando o saque e retomando o controle, Chung anunciou desistência após lesão no pé e o atual número dois do mundo venceu por 2 sets a 0, parciais de 6/1 e 5/2, chegando a grande decisão na Austrália para enfrentar o croata Marin Cilic, os dois já se enfrentaram na decisão de Wimbledom em 2017.

Foto: Reuters

Após a partida, Federer deu declarações sobre as dores do adversário: "Eu já joguei com bolhas no passado e isso dói bastante. Às vezes é muito forte. Eu poderia ter dito que tinha algo errado antes mesmo de ele pedir atendimento médico por lesão. É um pouco amargo ir para a final dessa forma.", afirmou o suíço.

O jogo começou com o suíço agressivo, buscando a vitória rapidamente. Conseguiu com êxito quebrar o saque do adversário no primeiro game. A partir daí, Federer dominou por completo a partida e contou com um Chung nervoso, com muitos erros na partida.

O suíço aproveitou o nervosismo e os erros para fechar em 6 a 1 o primeiro set, sem sustos e com o atual número 2 do mundo dando um show e massacrando o sul-coreano.

No segundo set, os dois jogadores confirmaram os serviços, mas não demorou muito tempo para que Roger Federer dominasse mais uma vez o adversário, conseguindo mais uma quebra de saque, que foi decisiva para o andamento da partida, abrindo 4/1.

Chung pediu tempo médico com supostas bolhas e calos no pé. Ainda tentou voltas à quadra, mas dois games depois, quando estava 5 a 2 para Federer, o sul-coreano anunciou a desistência.

 

Veja também:

Trombadas e quedas marcam corrida de patins no gelo nos EUA:

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade