PUBLICIDADE

“Vai ser difícil”, diz Federer sobre participação na Copa Davis

27 dez 2013 13h29
| atualizado às 15h50
ver comentários
Publicidade
Foto: Getty Images

Em 2013, a Suíça não contou com Roger Federer em dois compromissos na Copa Davis, na primeira rodada do Grupo Mundial e na repescagem. Para a primeira rodada da temporada de 2014, marcada para ser realizada entre 31 de janeiro e 2 de fevereiro, contra a vice-campeã Sérvia, o país novamente pode ficar sem o principal astro.

Em entrevista ao portal suíço Basler Zeitung, Federer confirmou que a participação no importante torneio de equipes ainda é uma dúvida, principalmente por causa da gravidez da mulher, Mirka Federer.

"Vai ser difícil , especialmente com as notícias dos últimos dias. É por isso que estou sempre em contato com Severin Luthi (capitão da equipe) e Stanislas Wawrinka. Estou feliz que o espírito de equipe e a comunicação são tão bons. Isso torna as coisas muito mais fáceis", declarou Federer. "A Copa Davis é um tema difícil para mim. É necessário muita força e esforço. É preciso então considerar se você quer ou não. É improvável que eu jogue", completou.

Pai das gêmeas Charlene e Myla, que têm três anos cada, o número 6 do mundo anunciou por meio de perfil nas redes sociais, na quarta, que Mirka novamente está grávida.

Sem Federer, o principal tenista de Suíça novamente deve ser Stanislas Wawrinka, atualmente oitavo colocado no ranking mundial. Depois dele, o tenista mais bem colocado do país é Marco Chiudinelli, que aparece apenas no 173º posto. Se seguir as últimas duas convocações, os outros convocados serão Henri Laaksonen (245º) e Michael Lammer (450º).

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade