PUBLICIDADE

Brasil faz 1º treino nos EUA e se anima para Davis: "dá para jogar"

29 jan 2013 10h10
| atualizado às 10h58
ver comentários
Publicidade

A equipe brasileira da Copa Davis realizou seu primeiro treino em Jacksonville, sede do duelo contra os Estados Unidos pelo Grupo Mundial, na noite desta segunda-feira. Comandados pelo capitão João Zwetsch, os atletas bateram bola, e após um treino físico e se animaram com as condições da quadra dura em que ocorrerão os duelos.

Número 1 do Brasil, Thomaz Bellucci esperava quadra mais rápida
Número 1 do Brasil, Thomaz Bellucci esperava quadra mais rápida
Foto: Bruno Santos / Terra

» Namoradas de tenistas vibram e sofrem durante o Aberto da Austrália
» Confira fotos curiosas e veja Aberto da Austrália por outro ângulo

A expectativa era que os Estados Unidos montassem uma quadra extremamente rápida para beneficiar seus jogadores, que têm como principal característica o potente saque. Segundo os jogadores nacionais, não será tão difícil se adaptar à superfície de jogo

"A quadra está boa, está rápida como a gente esperava mesmo, sabíamos que não estaria tão lento. Mas dá para jogar, acho que poderia estar mais rápida, teve outros confrontos em que a quadra estava bem mais rápida do que esse", afirmou Thomaz Bellucci, número 1 do Brasil.

Os duelos em Jacksonville serão disputados entre 1º e 3 de fevereiro. O time brasileiro é formado por Bellucci, Thiago Alves e os duplistas Marcelo Melo e Bruno Soares. Os Estados Unidos, semifinalistas da temporada passada, utilizarão John Isner, Sam Querrey e os irmãos gêmeos Mike e Bob Bryan.

"É uma quadra que em dois ou três dias já está todo mundo adaptado, não é uma quadra que fique muito longe do que se está acostumado a jogar. Então agora nesses três dias que a gente tem é batalhar e ficar o máximo de tempo dentro da quadra para chegar na sexta-feira e estar tudo em cima", avaliou Zwetsch.

O confronto com os Estados Unidos marca o retorno do Brasil ao Grupo Mundial da Copa Davis após nove anos de ausência. A vaga na elite do tênis foi garantida em setembro, quando a Seleção derrotou a Rússia por 5 a 0, em São José do Rio Preto, em duelo válido pelos playoffs da competição.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade