3 eventos ao vivo

Para interino, São Paulo "não precisa de tratamento de choque"

8 jul 2013
08h04
atualizado às 09h21
  • separator
  • 0
  • comentários

O interino Milton Cruz já avisou que não foi consultado pela diretoria sobre o futuro treinador do São Paulo. Porém, depois de comandar a equipe na derrota para o Santos, o auxiliar defendeu o elenco e afirmou que a equipe é fácil de ser dirigida, sem a necessidade de linha-dura.

<p>Milton Cruz evitou falar em nomes para assumir o cargo de técnico do São Paulo</p>
Milton Cruz evitou falar em nomes para assumir o cargo de técnico do São Paulo
Foto: Fernando Borges / Terra

"O São Paulo tem jogadores tranquilos para trabalhar e não precisa de tratamento de choque. Com bom diálogo, você consegue tirar muita coisa dos jogadores, mas vai depender muito do treinador que vier, porque cada um tem sua maneira de lidar. Alguns vão na base do choque e da pressão, enquanto outros vão na conversa. Mas o grupo é bom, não tem corpo mole", afirmou.

Apesar da defesa de Milton Cruz, integrantes do elenco tiveram problemas com Ney Franco, que foi demitido na sexta-feira depois da derrota para o Corinthians. O antigo treinador colecionou divergências com o goleiro Rogério Ceni, o zagueiro Lúcio e o meia Paulo Henrique Ganso.

Além disso, parte do elenco não gostou quando Ney Franco foi liberado pela diretoria de um treinamento de sábado, logo depois da derrota para o Goiás. Mas, na despedida do São Paulo, o treinador foi enaltecido por Rogério Ceni em uma conversa com o grupo.

Desde a demissão do profissional, a diretoria são-paulina trabalha com duas opções para o cargo de técnico: Muricy Ramalho e Paulo Autuori. Apesar de saber que o tricampeão brasileiro pelo time tem estilo mais severo do que o campeão mundial, Milton Cruz preferiu não dar sua opinião sobre qual é a melhor opção para o clube neste momento.

O auxiliar é amigo dos dois treinadores, que tiveram passagem vitoriosa pelo Morumbi. A cúpula tricolor quer oficializar neste início de semana o novo técnico, sendo que Muricy Ramalho está desempregado desde que foi demitido pelo Santos e Paulo Autuori deve entregar o cargo no Vasco nesta segunda-feira.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade