PUBLICIDADE
Logo do São Paulo

São Paulo

Favoritar Time

Lucas Moura evita vexame do São Paulo, que rebaixa o Ituano e avança no Paulistão

Time tricolor decepciona, passa sufoco no fim e se classifica graças a gol de pênalti no apagar das luzes

10 mar 2024 - 18h16
(atualizado às 18h22)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: VICTOR FROES/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO

O São Paulo espantou o fantasma da eliminação graças a Lucas Moura e conseguiu a classificação para as quartas de final do Campeonato Paulista ao bater o Ituano, por 3 a 2, no Estádio Novelli Júnior, em Itu, pela 12ª e última rodada do Estadual. O resultado rebaixou para a Série A2 o time do interior, que estava há 23 temporadas consecutivas na elite do torneio.

A partida foi intensa na primeira parte como era de se esperar pela necessidade das duas equipes de conseguir um resultado positivo. O São Paulo, porém, deixou a desejar. O time tricolor tinha obrigação de fazer um jogo mais tranquilo contra uma equipe rebaixada. Lucas Moura, novamente, foi herói. Ferreirinha e Luciano fizeram os outros gols que garantiram a vaga na próxima etapa. A exibição deste domingo traz mais preocupações do que satisfação.

O São Paulo termina a fase de grupos na liderança do Grupo D, com 22 pontos. O adversário no mata-mata será o Novorizontino, em jogo único, que deve ser agendado para o próximo fim de semana. O conjunto de Novo Horizonte ficou com os mesmos 22 pontos. O São Bernardo terminou em terceiro, com 21. Já o Ituano cai para a Série A2 como lanterna, ao lado do Santo André.

Primeiro tempo animado premia superioridade técnica do São Paulo

Thiago Carpini decidiu mudar novamente o sistema tático do São Paulo e retomou o esquema com dois zagueiros e maior concentração ofensiva ao escalar Calleri, Lucas Moura, Luciano e Ferreirinha. O primeiro tempo começou truncado por causa do campo encharcado, passes simples e boas jogadas eram interrompidas pelas poças d'água.

Apesar da clara superioridade técnica tricolor, foi o Ituano quem chegou antes com mais perigo. A necessidade de resultado dos dois lados deixou a partida mais aberta. Não tardou para a qualidade são-paulina se transformar em vantagem no placar. Em cobrança de escanteio, Calleri desviou para o miolo da área e Ferreirinha foi mais esperto que a defesa do Ituano para cabecear para o fundo do gol, aos 19 minutos.

Em desvantagem, o Ituano partiu para o ataque e não perdeu muito tempo para igualar o marcador. Em cruzamento pela direita, Vinícius Paiva cruzou e Zé Carlos tocou de cabeça, aos 27. Os resultados parciais de Novorizontino e São Bernardo pressionaram o São Paulo a reagir. Em uma miniblitz, Jefferson Paulino fez grandes defesas, mas não conseguiu parar um chute de Luciano, aos 36, que colocou a equipe tricolor à frente novamente.

Lucas Moura salva o São Paulo

A partida voltou do intervalo em um ritmo inferior. A tensão, porém, era palpável. Um gol seria capaz de mudar o rumo da classificação. Calleri deixou a partida após sentir uma lesão, e Carpini promoveu alterações para tornar o time mais ofensivo, mas não foi o que se viu. O Ituano tentou usar da mesma estratégia e colocar a equipe mais presente no campo de ataque.

A partir da metade do segundo tempo, o São Paulo retomou as rédeas da partida e começou a pressionar em busca de mais um tento, encurralando o Ituano, que ficou restrito a contragolpes. No entanto, o time pareceu ficar confortável com tal controle e pecou na falta de verticalidade.

Carpini surpreendeu pela passividade e decidiu recuar o time nos minutos finais, colocando um zagueiro em campo, tirando Luciano e dando chance a Diego Costa. A péssima decisão custou caro, o time levou o gol de empate, aos 44 minutos. Zé Carlos aproveitou a bobeada da defesa são-paulina e foi às redes. O alívio do Ituano, porém, era insuficiente, porque o placar não livraria os mandantes do rebaixamento. No último lance, uma reviravolta. Juan sofreu pênalti e o VAR convocou Claus para a revisão. Na cobrança, Lucas Moura bateu, fez o gol e classificou o São Paulo para a próxima fase aos 53 minutos.

ITUANO 2 x 3 SÃO PAULO

  • ITUANO: Jefferson Paulino; Léo Duarte, Léo Oliveira (Bruno Alves), Marcel e Marlon; Vitão (Salatiel), Miqueias e Eduardo Person (João Vialle); Vinícius Paiva (José Aldo), Thonny Anderson (Pablo Diogo) e Zé Carlos. Técnico: Alberto Valentim.
  • SÃO PAULO: Rafael; Igor Vinícius (Rafinha), Arboleda, Ferraresi e Welington; Alisson, Bobadilla (Michel Araújo) e Lucas Moura; Luciano (Diego Costa), Calleri (Juan) e Ferreirinha (James Rodríguez). Técnico: Thiago Carpini.
  • GOLS: Ferreirinha, aos 19, Zé Carlos, aos 27, Luciano, aos 36 minutos do 1º tempo; Zé Carlos, aos 44, Lucas Moura aos 53 minutos do 2º tempo.
  • ÁRBITRO: Raphael Claus.
  • CARTÕES AMARELOS: Diego Costa, Bruno Alves e Thonny Anderson.
  • CARTÃO VERMELHO: Bruno Alves.
  • PÚBLICO: 10.864 torcedores.
  • RENDA: R$ 725.090,00
  • LOCAL: Estádio Dr. Novelli Júnior, em Itu.
Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade