PUBLICIDADE
Logo do São Paulo

São Paulo

Favoritar Time

Ex-jogador do São Paulo testa positivo para cocaína após tentar fugir de policiais na Argentina

Ricardo Centuríon, de 30 anos, foi detido com maconha, remédios psiquiátricos e teve o carro apreendido; atacante coleciona polêmicas ao longo da carreira

1 dez 2023 - 11h56
(atualizado às 13h22)
Compartilhar
Exibir comentários
Argentino Centurión mostra ansiedade antes de pegar o Corinthians
Argentino Centurión mostra ansiedade antes de pegar o Corinthians
Foto: Rubens Chiri/Divulgação / Estadão

O atacante Ricardo Centurión, ex-São Paulo e atualmente no Barracas Central, da Argentina, foi detido depois de tentar fugir de policiais e testar positivo para cocaína. O caso envolvendo o jogador de 30 anos aconteceu na madrugada desta sexta-feira, no bairro Villa Soldati, em Bueno Aires.

Segundo o Olé, principal diário esportivo local, agentes da DIR (Divisão de Intervenções Rápidas e Serviços Especiais) percorriam as ruas da capital argentina quando avistaram dois carros em atitude suspeita. Um dos veículos era uma Mercedes Benz de luxo, que estava sendo guiada por Centurión. O outro automóvel foi identificado como sendo uma Peugeot 208.

Os policiais mandaram os carros encostarem e ambos os veículos iniciaram fuga. Centurión percorreu cerca de quatro quilômetros e meio até ser interceptado, enquanto o outro automóvel conseguiu escapar. O jogador passou no teste do bafômetro, mas testou positivo para cocaína. Segundo o portal La Nacion, também foram apreendidos com ele um cigarro e uma flor de maconha, além de remédios psiquiátricos.

Centurión foi acusado de violar o artigo 131, por direção perigosa, e também vai responder por desacato de autoridade e posse de entorpecentes. O carro do atacante foi apreendido e ele foi liberado pelos policiais na manhã desta sexta-feira, cerca de oito horas depois do ocorrido.

Ricardo Centurión defendeu as cores do clube do Morumbi em 2015, chegando para cobrir uma das lacunas do então técnico Muricy Ramalho. Com o contrato de quatro temporadas, o badalado argentino chegou ao São Paulo como uma promessa vindo do Racing, mas nunca deslanchou. Em 2015 fez 46 jogos e seis gols, enquanto em 2016, foi responsável por dois gols em 34 jogos. Emprestado ao Boca Juniors até o meio de 2017, o atacante acabou sendo vendido ao Genoa, da Itália, por cerca de 3,5 milhões de euros (na época, aproximadamente R$ 13 milhões) envolvendo 70% de seus direitos econômicos.

Polêmicas

Esta não é a primeira vez que Centurión se envolve em polêmica. Em 2016, quando estava no Boca, ele colidiu a sua BMW com outros três carros, no bairro de Avellaneda, e fugiu sem prestar ajuda. Meses depois, o jogador foi visto bêbado e causou uma briga em uma pista de boliche, em Lanús, que terminou somente após a chegada da polícia.

Em 2017, Cneturión foi denunciado pela ex-namorada, Melisa Tozzi, que o acusou de violência doméstica. No ano seguinte, foi detido após dirigir embriagado, se recusar a fazer o teste do bafômetro e tentar subornar os policias para evitar multa.

Centurión perdeu a namorada Melody Pasini em março de 2020, quando ela morreu em um acidente de carro, no qual o atleta não estava envolvido. O jogador revelou que pensou até mesmo em tirar a própria vida depois do episódio. No mesmo ano, ele foi acusado de abuso sexual junto com outros dois jogadores do Vélez após uma festa na Argentina. Eles acaram absolvidos pela Justiça nos meses seguintes.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade