0
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

'Emprestados' somam cerca de cinco times nos grandes de São Paulo

Maioria dos atletas com retorno previsto agora a Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo não deve ficar

4 dez 2018
05h11
  • separator
  • comentários

Encerrada a temporada do futebol brasileiro, começa a movimentação do mercado da bola, com clubes em busca de contratações para o próximo ano. Porém, não são apenas caras novas que desembarcarão nas equipes. Há também muitos atletas retornando de empréstimos às antigas casas, mas que dificilmanete vão ficar. Só nos quatro grandes de São Paulo, são mais de 55 profissionais nessa condição. A tendência é que sejam cedidos novamente a outros times.

O Corinthians possui atletas emprestados e o contrato de cessão de 17 deles termina agora no fim do ano. Todos têm vínculo com o time alvinegro pelo menos até o fim de 2019. De toda essa leva, porém, apenas dois voltam com moral: o volante Camacho, que estava no Atlético-PR, e o atacante Gustavo, o Gustagol, destaque do Fortaleza na campanha do título da Série B. Marcou 30 gols em 45 jogos pelo clube cearense.

Gustagol se destacou no Fortaleza e volta com moral ao Corinthians
Gustagol se destacou no Fortaleza e volta com moral ao Corinthians
Foto: Fortaleza/ Divulgação / Estadão

O meio-campo é o setor com mais opções para a próxima temporada. São os jogadores que mais receberam chances na equipe titular e, mesmo assim, não conseguiram se firmar. Os exemplos são Giovanni Augusto, hoje no Vasco, Marlone, no Sport, e Guilherme, no Atlético-PR, todos com mais um ano de contrato com o Corinthians.

O Palmeiras, que já possui um elenco recheado e com ao menos duas peças para cada posição, ainda ganhará mais 18 opções. O único, porém, que deve desfazer as malas na Academia de Futebol é o meia Raphael Veiga, destaque do Atlético-PR. O atacante Erik, cedido ao Botafogo, também foi bem, mas o técnico Felipão já conta com Deyverson, Borja, Willian, Dudu e Artur para o setor - sem contar que o clube confirmou recentemente a aquisição de Arthur, artilheiro do Ceará no Brasileirão.

No caso do São Paulo, o pacote é menor e conta, em sua maioria, com gente que não deixou saudade quando vestiu a camisa tricolor. Entre os nomes, estão os de Thomaz e Jonatan Gómez. O primeiro foi rebaixado com o Paysandu para a Série C. Tem contrato até 2020, mas a tendência é que seja reemprestado, mesmo caso do argentino, atualmente no Al-Fayha, da Arábia Saudita. O técnico André Jardine deverá priorizar a garotada que subiu este ano da base, como Antony e Helinho. A diretoria também pretende ir ao mercado para trazer reforços de peso.

Por fim, o Santos talvez seja o de elenco mais carente dentre os quatro grandes, o que aumenta a possibilidade de alguns atletas retornarem à Vila Belmiro e permanecerem no clube. O atacante Rodrigão, por exemplo, ajudou o Avaí a subir à Série A ao marcar nove gols em 34 partidas. Com o adeus de Gabigol, o futuro técnico (ainda indefinido após a saída de Cuca) precisará de opções para o ataque. Na zaga, o argentino Fabián Noguera, cedido ao Estudiantes em janeiro deste ano, tem contrato com o Santos até junho de 2021. Cleber Reis foi rebaixado com o Paraná e também precisa se reapresentar em janeiro.

Confira as listas de jogadores que podem retornar aos quatro grandes do estado

Corinthians: Yago, Guilherme Romão, Moisés, Camacho, Fellipe Bastos, Jean, Marciel, Warian, Giovanni Augusto, Guilherme, Marquinhos, Marlone, Bruno Paulo, Carlinhos, Gabriel Vasconcelos, Gustagol, Júnior Dutra.

Palmeiras: Vagner, Vinicius Silvestre, Fabiano, Lucas, Mailton, Guilherme, Augusto, Juninho, Leandro Almeida, Arouca, Renato, Matheus Sales, Raphael Veiga, Allione, Juninho, Erick, Gabriel Leite, Kaue.

Santos: Fabián Noguera, Cleber Reis, Orinho, Romário, Matheus Ribeiro, Leandro Donizete, Rafael Longuine, Matheus Oliveira, Rodrigão.

São Paulo: Rony, Lucas Kal, Auro, Pedro Augusto, Thomaz, Jonatan Gómez, Roni, Maicosuel, João Paulo, Joanderson.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade