6 eventos ao vivo

Pato diz que sua escolha pelo São Paulo foi 'por amor'

Reforço do time do Morumbi confirma ter conversado com o Palmeiras e exalta papel de Cuca na negociação

29 mar 2019
16h00
atualizado às 16h25
  • separator
  • 0
  • comentários

O São Paulo apresentou nesta sexta-feira seu mais novo reforço para a temporada: Alexandre Pato, que tinha propostas de outros clubes, inclusive do rival Palmeiras, mas optou pelo time do Morumbi após ouvir do próprio técnico Cuca que será importante para a temporada.

"Estou muito feliz, vou ficar perto das pessoas que eu amo, representar um clube grandioso, com muitos títulos, e minha escolha pelo São Paulo foi por amor. Eles me abraçaram tão forte que isso me marcou. A escolha foi pelo legado que tive aqui, o carinho dos torcedores, é algo que não consigo explicar", comentou.

Alexandre Pato, do São Paulo, durante apresentação oficial no CT da Barra Funda, na zona oeste da capital paulista, nesta sexta feira (29)
Alexandre Pato, do São Paulo, durante apresentação oficial no CT da Barra Funda, na zona oeste da capital paulista, nesta sexta feira (29)
Foto: Luis Moura / WPP / Estadão

Pato confessou que conversou com diversos treinadores, inclusive Felipão, do Palmeiras. "Todos ficaram sabendo. Conversei com o Felipão, como com o Sampaoli, com o Cuca, técnicos da Europa, da China. Até o Cannavaro ligou hoje para mim. Quando está sem clube, muita gente te liga, é normal", disse, evitando falar dos concorrentes do São Paulo.

O jogador revela que sua conversa com Cuca foi fundamental. "Eu fiquei muito feliz. Lembro que o professor iria me ligar, mas a conexão não estava muito boa e aí liguei de volta. Conversamos sobre tudo. A ligação dele pesou muito na minha escolha, fomos sinceros um com o outro, e espero que ele, junto com a gente, possa ganhar uma Libertadores como ele fez no clube pelo qual passou."

O atacante explicou que o fato de estar mais próximo de sua família, que mora em Pato Branco, no Paraná, também foi fundamental. "Meu arrependimento é que fiquei muito longe da minha família e não levei eles para onde fui. Agora voltei e estou mais perto deles. E Pato Branco tem um aeroporto agora. Acho que volto com a cabeça diferente."

O atacante diz que pode atuar como centroavante centralizado ou pelos lados do campo no ataque, mas que essas escolhas vão depender das decisões do técnico. Ele disse que até queria ir para o jogo contra o Palmeiras neste sábado, mas não poderá pois não pode mais ser inscrito no Campeonato Paulista.

"Se eu pudesse iria para o jogo amanhã. Queria estar muito nesse jogo. Vou estar no estádio, ficar perto deles e torcendo da arquibancada para que o São Paulo tenha uma boa vitória. Tenho certeza de que um título vem aí, mais rápido do que muitos imaginam", disse o jogador, bastante otimista.

Ele também sonha em retornar para a seleção brasileira e garante que vai se dedicar para que isso ocorra. Acha que o São Paulo pode ajudar a mostrar seu bom futebol para chamar a atenção do técnico Tite. "Óbvio que penso na seleção. Não vou desistir disso e vou trabalhar ao máximo", afirmou o atleta de 29 anos.

Para o presidente Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, Pato vai agregar muito ao time para a temporada. "É a volta desse moço que deixou por aqui uma marca importante, pessoal e profissional. Não é exagero falar que é um caso de amor recíproco. Ele vai dotar a equipe de uma qualidade capaz de ir em busca de conquistas", comentou.

Raí, executivo de futebol também enalteceu o atacante, que em sua primeira passagem pelo São Paulo disputou 101 partidas e marcou 38 gols. "Estamos muito felizes com a chegada do Pato. Tem talento, vai agregar muito em todos os aspectos. Tem um carinho recíproco pelo clube", disse.

Veja também:

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade