PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Meu time

Presidente diz que Santos não tinha como segurar Kaio Jorge

Em reunião do Conselho Deliberativo nesta segunda-feira, dirigente detalha proposta de renovação de contrato ao atacante, vendido à Juventus

2 ago 2021 22h04
| atualizado às 22h27
ver comentários
Publicidade

O presidente Andres Rueda revelou nesta segunda-feira à noite, em reunião do Conselho Deliberativo do Santos, a proposta de renovação do contrato oferecida anteriormente ao atacante Kaio Jorge. Após a recusa do jogador, o clube não teve outra alternativa que não fosse procurar propostas pelo atacante, que foi negociado com a Juventus, da Itália. O Lance!/Diário do Peixe tinha noticiado em primeira mão que a direção alvinegra havia desistido de tentar segurar o atleta e mudado de estratégia.

Kaio Jorge foi negociado com a Juventus, da Itália(Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Kaio Jorge foi negociado com a Juventus, da Itália(Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Foto: Lance!

"Fiz uma proposta que entendi como irrecusável em janeiro. Propus 20% do passe para ele. Santos tinha 100%. Propus 20% ao jogador, 20% para o empresário e o Santos ficaria com 60%, além de um bom aumento e cláusula para o Santos vender com proposta mínima de 15 milhões de euros. Era o recado: 'Vamos renovar e fica bom para todo mundo. Jogador não aceitou, então obviamente o caminho estava desenhado. Não tínhamos o que fazer a não ser buscar propostas", afirmou Rueda.

Conseguimos proposta de um clube europeu (o Benfica) interessante para o Santos dentro da nossa realidade de sair de graça em seis meses. Essa proposta foi segurada até o último instante e, quando fomos informados das duas propostas, uma de nada e outra de 1 milhão de euros, mostramos a nossa proposta e que o jogador ajudasse como falou", disse Rueda ao conselho do clube.

Em seguida, Rueda detalhou um pouco mais a situação de Kaio Jorge, que antes de ser negociado vinha se destacando como grande nome do setor ofensivo da equipe alvinegra.

"Tivemos desencontros, precisamos agir firme e até utilizar a renovação automática bilateral assinada anteriormente. A razão do Santos era duvidosa na Fifa, advogados disseram que a chance era zero, outros diziam que era 60 a 40% a chance. Conseguimos as condições depois de árduas negociações, praticamente semelhantes a essa proposta (do Benfica). Valor X de euros, bônus factíveis. O primeiro bônus é a Juventus ir para a Champions League", destacou Rueda.

"Ficamos com 5% de mais valia e a prioridade no retorno ao Brasil pela compra ou empréstimo. Podem pensar que não adianta pois pedirá 1 milhão, mas essa prioridade vale. Espero que estejamos em melhor situação e, se não tivermos, isso tem valor caso ele queira ir para outro time. Esse time teria que pagar algo para a gente. Nenhum clube pode vir no Santos e fazer o que bem entender. No fim alcançamos o melhor para todos. Juventus fez excelente aquisição pagando menos e o Santos, dentro de não receber nada, vai ganhar alguma coisa", completou.

O time santista vai receber 3 milhões de euros (cerca de R$ 18,5 milhões), em duas parcelas. A primeira será agora em agosto e a segunda em 2022. Além disso, o Santos vai receber 1 milhão de euros (aproximadamente R$ 6,1 milhões) assim que o atacante atingir uma meta de jogos estipulada. Para completar, o clube ainda ficará com 5% da "mais valia" em uma transferência futura (5% do que a Juventus receber em uma transação, além dos 3 milhões de euros que serão pagos pela contratação em duas parcelas).

 

Lance!
Publicidade
Publicidade