PUBLICIDADE

'Desesperador', conta salva-vidas sobre resgate de Chumbinho após acidente no Havaí

Classificado para os Jogos Olímpicos de Paris 2024, surfista brasileiro sofreu uma grave queda enquanto treinava no arquipélago dos EUA

5 dez 2023 - 17h50
(atualizado às 18h12)
Compartilhar
Exibir comentários
Surfista João Chianca, o Chumbinho, sofreu acidente no Havaí
Surfista João Chianca, o Chumbinho, sofreu acidente no Havaí
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O surfista João Chianca, o Chumbinho, contou com o apoio de uma equipe de salva-vidas e um tanto de sorte para se salvar da grave queda que sofreu enquanto surfava no Havaí, nos Estados Unidos, no último domingo, 3. Um dos responsáveis por prestar os primeiros-socorros ao atleta, o salva-vidas brasileiro Guilherme Tâmega deu detalhes do trabalho realizado para retirar Chumbinho da água. 

Tâmega é hexacampeão mundial de bodyboard, atua como socorrista na praia de North Shore, no arquipélago norte-americano e estava presente no momento da queda do surfista. Ele contou ao Jornal da Globo que Chumbinho realizou o procedimento correto após perceber que não conseguiria pegar a onda, que foi 'agulhar', ou seja, mergulhar com o corpo esticado. Mas, segundo o socorrista, sua equipe logo percebeu que o brasileiro não retornava à superfície.

"Só a prancha dele apareceu e, como veio uma série, a espuma passou e só a prancha apareceu, outra espuma passou e só a prancha, e ali é 100% que alguém se machucou", explicou Tâmega. Chumbinho chegou a ficar de dois minutos e meio a três minutos submerso, desacordado e preso à prancha pelo 'strap', uma corda que prende o atleta ao equipamento, o que facilitou o trabalho de localizá-lo. 

"A sorte foi que o 'strap' aguentou e o segurou. Ele estava grudado na prancha. O pior dos casos é quando o strap arrebenta. A prancha é um sinal de que ele estava ali embaixo. É muito desesperador, ainda mais quando é uma pessoa querida como ele", afirmou o salva-vidas. Ele aponta ainda que Chumbinho não teve cortes profundos no rosto e apresentava um pequeno sangramento na parte de trás da cabeça. 

"Ele tinha pulsação, respiração. O procedimento, neste caso, é colocar o corpo de lado e deixar a espuma e a água salgada saírem do corpo. A gente ficou esperando de cinco a dez minutos, enquanto a água e a espuma saíam do corpo dele".

Ainda segundo Tâmega, Chumbinho chegou a ficar dez minutos desarcordado até recobrar a consciência. Em seguida, ele foi hospitalizado, e a expectativa é de que ele seja liberado nesta terça-feira, 5. Toda a ação, desde a queda até o resgate do surfista, foi registrada pelo cinegrafista Bruno Lemos. 

Chumbinho é considerado o surfista número 4 do mundo. Ele está classificado para as Olimpíadas de Paris 2024.

Prêmio Terrabolistas Brasileirão 2023: confira os destaques da competição Prêmio Terrabolistas Brasileirão 2023: confira os destaques da competição

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade