PUBLICIDADE

Ser corintiano é muito bom, o ruim é quando tem jogo

Depois de mais uma partida sofrível contra o Atlético Goianiense, a Fiel dá sinais de cansaço

8 nov 2020 09h00
ver comentários
Publicidade

Para enfrentar o esquadrão goiano, Vagner Mancini saiu jogando com dois brucutus: Xavier e Gabriel. Pronto: o corintiano já sabia que o sábado seria de sofrimento mais uma vez.

Fábio Santos fez o gol do Corinthians no empate contra o Atlético Goianiense
Fábio Santos fez o gol do Corinthians no empate contra o Atlético Goianiense
Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians / Agência Corinthians

Sem criação e sem inspiração, o Corinthians ganhou um presente do goleiro Jean, desperdiçado bisonhamente por Mateus Davó. Como sempre pode piorar, no contra-ataque saiu o gol do Atlético Goianiense.

Não demorou muito para eu receber pelos grupos de whatsapp o meme que virou título da coluna: “Ser corintiano é muito bom, o ruim é quando tem jogo”. Não há definição melhor para o momento do Corinthians.

Fábio Santos, de pênalti, ainda empatou a partida. E Davó teve a chance de virar, mas outra vez perdeu gol feito. Com Davó, Everaldo, Léo Natel e outros como é que o corintiano pode esperar dias melhores?

Ah, claro vem aí o salvador Jonathan Cafú. Estão brincando com a paciência do torcedor. Que a resposta comece a ser dada nas eleições presidenciais que vão ocorrer no fim do mês. O corintiano tem fama de sofredor, mas não é tonto.

Paradinha Esportiva Paradinha Esportiva
Publicidade
Publicidade