1 evento ao vivo

Técnico do Palmeiras, Abel Ferreira testa positivo para covid-19

Treinador português está isolado em um hotel de São Paulo e seu auxiliar vai comandar o time nos próximos jogos

4 dez 2020
09h40
atualizado às 09h44
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O técnico Abel Ferreira testou positivo para covid-19 em exame realizado na última quinta-feira e é mais um a ser contaminado pela doença no Palmeiras. O treinador português está isolado em um hotel de São Paulo, sob acompanhamento dos médicos do clube.

Dessa maneira, Abel não vai comandar o Palmeiras no clássico deste sábado contra o Santos, na Vila Belmiro, pela 24ª rodada do Brasileirão. Ele também está fora do primeiro duelo das quartas de final da Copa Libertadores, diante do Libertad, no Paraguai, na próxima terça e possivelmente contra o Bahia. Nesse período, o time será comandado pelo auxiliar Vitor Castanheira.

O teste positivo de covid-19 ocorre em um ótimo momento da carreira do treinador, que completou um mês nessa semana no comando do time alviverde e ostenta excelentes números. Desde que chegou, a equipe tem sete vitórias, um empate e uma derrota, está garantida nas quartas da Libertadores, nas semifinais da Copa do Brasil e briga na parte de cima da tabela do Campeonato Brasileiro.

O Palmeiras foi o time mais afetado pelo coronavírus do Brasileirão. Com Abel, o clube registrou mais de 20 contaminados. Quase todo o elenco foi contaminado pela doença, além de funcionários do departamento de futebol, membros da diretoria e o presidente Maurício Galiotte.

No momento, além do técnico português, também estão em isolamento o lateral-direito Marcos Rocha e o zagueiro Renan. Os dois foram diagnosticado com a doença há uma semana e é possível que estejam à disposição para o duelo em Assunção.

Proposta do Catar

O bom trabalho de Abel despertou o interesse do Al Rayyan. Na última quarta, o clube do Catar fez uma proposta ao empresário do treinador, que, no entanto, não quis abrir negociações. Ele está contente no time alviverde e, no momento, não quer sair do Brasil. Na quinta, o presidente Mauricio Galiotte e o diretor de futebol Anderson Barros conversaram com o português, que reforçou o seu desejo de permanecer. A equipe e o técnico estão "alinhados no projeto". Abel assinou contrato com o time alviverde até o fim de 2022, com multa rescisória.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade