PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Gramado sintético do estádio de Santo André será igual ao do Allianz Parque

3 dez 2021 19h39
| atualizado às 20h27
ver comentários
Publicidade

O novo gramado do Estádio Bruno José Daniel, em Santo André, será inaugurado neste sábado, às 16h. O campo utilizado pelo Ramalhão passará a ter grama sintética, com a tecnologia semelhante à implantada no Allianz Parque, proporcionando a mesma performance.

O investimento foi feito pela Prefeitura de Santo André, que apostou na reforma do Bruno José Daniel após o estádio funcionar como hospital de campanha durante o período mais delicado da pandemia. A empresa contratada foi a Soccer Grass, responsável pelo gramado sintético do Allianz.

Em conversa com a Gazeta Esportiva, Alessandro Oliveira, CEO da Soccer Grass, explicou que o campo do estádio em Santo André terá as mesmas especificações técnicas da superfície sintética encontrada na arena do Palmeiras.

"O nível de performance, de entrega para o futebol é o mesmo do Allianz Parque. A rolagem, a tração e rotação da bola, tudo o que há de performance no Allianz será entregue no Santo André", disse o executivo, que revelou que a implementação do gramado sintético durou pouco mais de 30 dias.

De acordo com Alessandro, a Soccer Grass é frequentemente consultada por clubes brasileiros interessados na instalação de um gramado sintético em seus estádios. O CEO da empresa utiliza argumentos financeiros e esportivos para defender o seu produto.

"A gente recebe contato de forma até corriqueira. Pergunta como é que é, como não é, o valor, o prazo. Aos poucos, os clubes e dirigentes estão vendo o quanto é importante você ter um equipamento que funcione, que não te atrapalhe. Você pega um jogo no Maracanã, um Flamengo e Palmeiras. Se machuca um, dois jogadores naquele gramado, quanto custa para os clubes? Se o dirigente tivesse parado para fazer conta, acho que hoje não teria mais campo natural no Brasil", afirmou Alessandro.

"A vantagem é que você pode correr sem olhar para o chão. A bola corre mais? Não, a bola para menos. O jogador não olha para o chão, e bola está muito mais rápida, mais viva. Se o jogador precisa olhar para o chão para correr, perde um tempo", completou.

A estreia do gramado sintético do Allianz aconteceu em fevereiro de 2020. Atuando neste campo, o time alviverde conquistou o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil da temporada passada jogando em seu estádio.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade