0

Técnico Tiago Nunes garante que, um dia, voltará a treinar o Athletico

Profissional que ficou marcado após as conquistas da Sul-Americana e da Copa do Brasil está sem clube após ser demitido do Corinthians

18 set 2020
17h25
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Apesar de ter construído uma bonita história no comando do Athletico marcada pelo bom futebol e títulos de suma importância como a Copa Sul-Americana de 2018 e a Copa do Brasil de 2019, por exemplo, o técnico Tiago Nunes saiu rumo ao Corinthians no fim do ano passado em certo "litígio" com a diretoria do clube. Especialmente quando o assunto é o presidente do Conselho Deliberativo, Mário Celso Petraglia.

Entretanto, isso não tira da mente do comandante de 40 anos de idade sem clube após ser demitido do Corinthians de que, em algum momento, estará novamente sentado no banco de reservas do Furacão. A afirmação foi feita em entrevista dada por Tiago a jornalista Nadja Mauad publicada no portal 'ge'.

Pensando em como se deu o processo da sua saída, ele relata ter um sentimento de lamentação, mas ponderou que existem pessoas que acabam emitindo opiniões sem ter o total conhecimento da rotina diária além de falar em "muitos interlocutores entre a minha fala e a do presidente Petraglia" naquele momento:

- Tenho certeza que um dia eu vou voltar para o Athletico. Se vai ser daqui a 10, 20, 30 anos ou numa outra vida, sei lá, mas isso vai acontecer porque a minha conexão com o Athletico é eterna.

- Lógico que eu fico triste por ter saído da maneira que foi. Mas em função de toda a exposição, nós somos suscetíveis a julgamentos por inúmeras pessoas que não sabem o que acontecia no dia a dia. O que me arrependo é que a construção da saída não foi bem alicerçada. Tivemos muitos interlocutores entre a minha fala e a do presidente Petraglia naquele momento, e essa interlocução realmente criou muito ruído. Duas pessoas com temperamentos fortes como eu e o Mario, acabamos se afastando e as coisas não caminharam para uma convergência. Hoje tenho certeza de que eu deveria ter saído do Athletico naquele momento - disse o técnico que, no Athletico, acumulou 102 partidas dirigindo o time principal com 53 vitórias, 24 empates e 25 derrotas.

Tiago Nunes ainda reforçou o seu sentimento de torcedor do Rubro-Negro e chegou a revelar que, mesmo assistindo recentemente pela primeira vez a reprise da final de 2019 da Copa do Brasil, chegou a ficar nervoso e até mesmo temeroso.

- O meu sentimento de amor pelo clube permanece. Eu, de coração, sou atleticano, já falei isso publicamente, por tudo que a torcida e o clube me proporcionaram. Os treinadores, jogadores, funcionários e dirigentes vão passar. O Athletico é eterno e vai ficar sempre. O meu sentimento é de ser torcedor em qualquer circunstância - avaliou o treinador, completando:

- Me emocionei demais, mesmo sabendo (do resultado). Olha que loucura. Esse é o cúmulo da insanidade. Mesmo sabendo o que iria acontecer, assisti com uma certa tensão e preocupação que os caras fossem empatar ou que fosse para os pênaltis, sei lá. Fiquei nervoso. Eu repeti muito aos jogadores que o Athletico é um clube de futebol, mas que se resume ao vestiário. Que podemos ter dirigentes, torcedores que influenciam e apoiadores, mas o Athletico são os jogadores. E se esses caras representarem bem, a torcida vai se conectar. Um time se conecta com a torcida, que se identifica com uma equipe e tem resultado, e coloca o carimbo de um time que vai ficar marcado para o resto da história.

Veja também:

Relembre goleadas marcantes na história do futebol
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade