0
Logo do Botafogo
Foto: terra

Botafogo

Saldo do quebra-quebra: Nacional paga por 220 cadeiras e 11 detidos

Torcida visitante quebra assentos do Nilton Santos durante o segundo tempo da partida. Diretoria do Botafogo se reúne com dirigentes uruguaios, que pagam o prejuízo no estádio

10 ago 2017
23h39
atualizado em 11/8/2017 às 10h46
  • separator
  • comentários

A classificação do Botafogo na noite desta quinta-feira teve momentos de tensão no Nilton Santos. No segundo tempo da partida, os torcedores do Nacional-URU, irritados com a eliminação nas oitavas de final da Copa Libertadores e com o "olé" puxado pelos alvinegros na arquibancada e executado no gramado, iniciaram um quebra-quebra nas cadeiras. Algumas delas, inclusive, foram lançadas ao gramado.


O saldo da confusão teve 11 torcedores detidos, sendo oito uruguaios, que estavam depredando as cadeiras e foram contidos por seguranças. Outros três brasileiros também chegaram a ser detidos pelo porte de artefatos explosivo. Sete pessoas foram atendidas no posto médico. Ao todo, 220 cadeiras foram quebradas durante a baderna da torcida visitante.

Após o jogo, as diretoria do Botafogo e do Nacional se reuniram e acordaram ali mesmo o pagamento de cerca de R$ 60 mil pelas cadeiras. Assim, os uruguaios foram liberados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade