PUBLICIDADE

Repórter diz que chamou chefe da Globo para briga em reunião

Jornalista Thiago Asmar, ex-'Esporte Espetacular', disparou novamente contra emissora. Demito em 2017, ele diz que alguns gestores do canal usam ironias por serem covardes

14 jan 2021 16h11
| atualizado às 16h51
ver comentários
Publicidade

O jornalista ex-Grupo Globo Thiago Asmar voltou a criticar a emissora após a denúncia de assédio da apresentadora ex-'Bom Dia MG' Carina Pereira, nesta quarta-feira. Asmar, que é dono do canal 'Pilhado', no YouTube, contou que as "piadas e ironias" vinda dos chefes também afetaram ele no canal e revelou que já chamou um de seus supervisores para uma briga, durante uma reunião.

Asmar diz que sofreu ataques na Globo por fazer sucesso; ele foi demitido em 2017 após vazamento de vídeo íntimo (Foto: Reprodução/Youtube)
Asmar diz que sofreu ataques na Globo por fazer sucesso; ele foi demitido em 2017 após vazamento de vídeo íntimo (Foto: Reprodução/Youtube)
Foto: LANCE!

Carina havia dito que escutava "brincadeiras e piadinhas" de chefes e colegas homens no trabalho. Com o desconforto, ela enviou um pedido para que a emissora investigasse as falas. O dono do canal 'Pilhado' não poupou a Globo de críticas e lembrou acontecimentos de quando ele estava no setor de Esportes do canal.

"Carina falou sobre ironia e humilhações. A postura de grande parte dos chefes do esporte da Globo é sempre semelhante, porque a maioria é covarde, não tem coragem de atacar, não tem coragem de falar o que pensam na cara, e acabam fazendo indiretinha", contou o ex-jornalista da emissora.

"Os chefes sempre davam essa indireta: 'Ah, mas se você não fosse mulher...' ou 'eu queria ser mulher...', mas nunca falam. É a ironia dos covardes".

Thiago disse que, certa vez, quando teria sido vítima de um dos gestores de Esportee do canal, ele teria elevado o tom e chamado um dos ex-companheiros para uma briga. Thiago, no entanto, ressaltou que teria usado o mesmo estilo dos chefes, se utilizando de ironia.

"Estava em uma reunião de pauta do 'Esporte Espetacular' e sugeri uma pauta de MMA e futvôlei (Thiago explicou que tinha atletas conhecidos para entrevistar nos ramos). No meio da reunião, esse chefe interrompe a reunião e fala: 'A gente poderia fazer uma reportagem com o Asmar. Ele é pegador - aí ele se entrou, porque eu não tinha falado nada de mulher na reunião -, jogador de futvôlei e lutador'. Vamos fazer uma matéria sobre ele".

Asmar ainda revelou que essa postura, que seria comum, teria uma motivação por conta da grande disputa interna, ou seja, alguns profissionais têm inveja do sucesso de outros companheiros e tentam diminuir o brilho, de acordo com o jornalista.

Em nota, a Globo se manifestou sobre o caso de Carina, e explicou que não comenta casos de denúncia como os dela. A ex-'Globo Esporte' revelou que teria sofrido assédio de colegas da emissora em Minas Gerais.

Lance!
Publicidade
Publicidade