1 evento ao vivo

Futuro Neymar lá fora, top evoluindo no Palmeiras: a realidade de Veron

Com pouco mais de quatro meses entre os profissionais do Verdão, o atacante de 17 anos foi tema de artigo na Espanha nesta semana, mas clube ainda mantém a calma com ele

9 abr 2020
08h04
atualizado às 08h04
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

"Com o desequilíbrio e a capacidade de improvisação típicos de lendas brasileiras, não faltam razões para ser comparado a Neymar". É assim que o jornal espanhol Mundo Deportivo definiu Gabriel Veron, em artigo publicado nesta semana, deixando clara a empolgação com um jogador de 17 anos de idade e só 12 partidas como profissional. E que, na visão da comissão técnica do Palmeiras, justifica a cautela adotada com a jovem promessa do clube.

Aos 17 anos, Gabriel Veron é exaltado na Europa, mas Palmeiras o utiliza com calma (Agência Palmeiras/Divulgação)
Aos 17 anos, Gabriel Veron é exaltado na Europa, mas Palmeiras o utiliza com calma (Agência Palmeiras/Divulgação)
Foto: Lance!

Eleito o melhor jogador do Mundial sub-17, que conquistou pelo Brasil, em 17 de novembro, Veron estreou no time principal do Verdão 11 dias depois, em derrota por 1 a 0 para o Fluminense, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. Foi promovido em definitivo para a atual temporada e é chamado no clube de "atacante top". A regra, porém, é ter paciência para evitar precocidades.Vanderlei Luxemburgo repete frequentemente que não deixa de escalar ninguém por conta da idade. Esse, inclusive, é apontado pelo técnico como um de seus trunfos para lidar com os garotos. Mas Veron ainda recebe avaliações de que precisa evoluir. Além disso, a concorrência ficou ainda maior no ataque com a contratação de Rony, por quem o clube separou 6 milhões de euros (cerca de R$ 28 milhões, na época) por 50% de seus direitos econômicos.

Elogiado desde as categorias de base por ser focado, a ponto de ouvir bronca por querer mais treinar do que descansar nas férias, Veron ainda não sofreu muitas críticas pelo Palmeiras. Deu assistência e marcou dois gols, em vitória por 5 a 1 sobre o Goiás, em 5 de dezembro, pelo Brasileiro. Não balançou as redes em 2020, mas deu passe para gol, na estreia como profissional no Allianz Parque, no triunfo 3 a 1 sobre o Mirassol, em 16 de fevereiro, pelo Paulista.

Existe a expectativa de que Veron evolua a ponto de ganhar sequência como titular. Ao mesmo tempo, membros da comissão técnica não escondem que trabalham com a possibilidade de o jogador ser negociado até o fim de 2020, apesar do contrato até 31 de dezembro de 2024 e multa rescisória para o exterior de 60 milhões de euros (quase R$ 340 milhões na cotação atual).

O artigo do Mundo Deportivo mostra que a saída de um jogador, que completará 18 anos de idade somente em setembro, está, sim, nos planos dos principais clubes do mundo. A publicação espanhola informa que "Barcelona e Real Madrid, entre outros gigantes da Europa, o seguem de perto" e que o atacante "está destinado a deslumbrar a Europa mais cedo ou mais tarde".

- Gabriel Veron é um daqueles que enfrentam rivais com a ousadia de quem sabe que, com quase toda certeza, terá sucesso no drible. Habilidoso por natureza, soma a seu bom domínio da bola com os pés uma endiabrada velocidade, que faz a diferença, seja para dar assistência, quando está mais perto da linha de fundo, ou entrando pelo meio, para finalizar - indicou o jornal.

Veja também:

DIÁRIO L! DA COPA DE 70: a repercussão da vitória da Seleção sobre os tchecos na estreia do mundial
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade