0
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

Futuro da Canarinho: Brasil inicia trajetória no Sul-Americano Sub-17

Já garantida na Copa do Mundo da categoria, Seleção Brasileira inicia competição, realizada em Lima, no Peru, diante do Paraguai, nesta sexta-feira

22 mar 2019
09h05
  • separator
  • 0
  • comentários

Alguns jovens que farão parte do futuro da Seleção Brasileira estarão em campo para um teste de fogo. A Canarinho inicia, nesta sexta-feira, a campanha no Sul-Americano Sub-17, que será disputado em Lima, no Peru. Em jogo, as vagas das seleções do continente para a próxima Copa do Mundo da categoria, que será disputada em outubro deste ano, no Brasil.

O treinador Guilherme Dalla Déa terá a responsabilidade de guiar o Brasil na competição e buscar o tricampeonato. Na última edição, disputada em 2017, Vinicius Junior, Lincoln, Alanzinho e Paulinho lideraram a Canarinho rumo ao título, o 12º segundo da história da seleção. A equipe verde e amarela é, com grande folga, a maior vencedora do torneio, já que a Argentina, segunda maior campeã, levantou o caneco em três oportunidades.

Brasil estreia contra o Paraguai (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Brasil estreia contra o Paraguai (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Foto: Lance!

Vinicius Junior e Alanzinho comemoram no Sul-Americano Sub-17 de 2017, no Chile (Foto: Reprodução/Twitter)

FORMATO
A competição reúne as dez seleções sul-americanas afiliadas à Conmebol. As equipes são divididas em dois grupos com cinco equipes cada, que se enfrentam em jogos de turno único e em disputa de pontos corridos. Os três melhores colocados de cada chave se classificam para a fase final, onde uma nova disputa por pontos corridos com as seis nações é iniciada e, assim, as quatro primeiras se garantem na Copa do Mundo.

Grupo A: Bolívia, Chile, Equador, Peru e Venezuela.
Grupo B: Argentina, Brasil, Colômbia, Paraguai e Uruguai.

O Brasil, por ser o país-sede da Copa do Mundo, já está com a vaga do Mundial garantida. Dessa maneira, se a Canarinho terminar a competição entre as quatro melhores da fase final, a vaga para a competição será dada para o time que terminar na quinta colocação.

O BRASIL NA COMPETIÇÃO
A seleção Canarinho estreia no torneio nesta sexta-feira, diante do Paraguai, às 21h30 (de Brasília), no Estadio San Marcos. O intervalo entre os jogos será de dois dias e o Brasil folgará na terceira rodada, já que os grupos possuem uma quantidade ímpar de seleções. Confira os compromissos do Brasil:

Brasil x Paraguai - 22/03 - Estadio San Marcos - 21h30 (de Brasília)
Brasil x Uruguai - 24/03 - Estadio San Marcos - 21h30 (de Brasília)
Brasil x Colômbia - 28/03 - Estadio San Marcos - 21h30 (de Brasília)
Brasil x Argentina - 30/03 - Estadio San Marcos - 21h30 (de Brasília)

OBJETIVO NO TORNEIO
Referência no futebol de base no continente, o Brasil teve um dos melhores times da categoria Sub-17 no último Sul-Americano da modalidade, reunindo nomes que, atualmente, se destacam em âmbito profissional. No fim, a equipe garantiu, de forma invicta, o título invicto da competição. Na Copa do Mundo, meses depois, porém, a seleção foi eliminada pela Inglaterra, nas semifinais.

Dessa vez, a coisa não é diferente: o Brasil chega na competição com bons nomes e sendo um dos favoritos ao título. A equipe treinada por Guilherme Dalla Déa chega na competição tendo vencido os últimos três jogos-treino que disputou, contra América-MG, duas vezes, e Atlético-MG.

Reinier é o destaque da equipe (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

DESTAQUES INDIVIDUAIS
Assim como na edição de 2017, o principal jogador do Brasil é da base do Flamengo. Há dois anos, Vinicius Junior liderou a Canarinho rumo ao título e, atualmente, brilha em solos espanhóis, pelo Real Madrid. Hoje, o 'dono da bola' é o meio-campista Reinier, que liderou o Rubro-Negro a títulos no ano passado e foi inscrito pelo técnico Abel Braga na Taça Libertadores.

Além dele, outros jogadores que aparecem com destaque para a competição são Gabriel Veron e Henri, ambos do Palmeiras, Marcelo, do Fluminense, João Peglow, do Internacional, e Daniel Cabral, do Flamengo.

CONVOCAÇÃO PARA O TORNEIO
Goleiros: Cristian (Atlético-MG), Gabriel Pereira (Grêmio) e Marcelo (Fluminense)

Defensores: Daniel Alves (Palmeiras), Gustavo Garcia (Palmeiras), Yan (Coritiba), Patryck (São Paulo), Renan (Palmeiras), Gabriel Noga (Flamengo) e Henri (Palmeiras);

Meio-campistas: Daniel Cabral (Flamengo), Diogo Rosa (Grêmio), Fabinho (Palmeiras), Kawan (Athletico-PR), Neto (Atlético-MG) e Reinier (Flamengo);

Atacantes: Cachoeira (São Paulo), Gabriel Silva (Palmeiras), Gabriel Veron (Palmeiras), João Peglow (Internacional), Juan (São Paulo), Marquinhos (São Paulo) e Miguel Silveira (Fluminense).

Argentina promete brigar pelo título (Foto: Divulgação/AFA)

HÁ COMPANHIA PARA O CANECO
Para a edição desse ano, a promessa é que o Brasil não nade de braçadas, como aconteceu em 2017. Com nomes que já participam da categoria principal de seus respectivos clubes, como Colômbia, que tem no atacante Juan Alegria sua esperança de gols, e Argentina, onde Matías Palacios, do San Lorenzo, aparece como destaque.

Além das duas, a Venezuela, que passa por uma evolução exponencial no futebol de base e conseguiu grandes resultados na categoria Sub-17 em 2017, e o Paraguai, liderado pelo meio-campista Fernando Ovelar, titular da equipe do Cerro Porteño, também podem assustar.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade